PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Uruguai não tem medo de Portugal de CR7

29/06/2018 19h41

Sochi, Rússia, 29 Jun 2018 (AFP) - O Uruguai tem um plano: apesar de neste sábado em Sochi ser aguardado por um dos melhores atacantes do mundo, a Celeste pretende envolver coletivamente Cristiano Ronaldo para impedir que Portugal saia nas oitavas desta Copa do Mundo, na qual somou vitórias e ainda não levou nenhum gol.

"Cristiano Ronaldo está na elite, tem um grande potencial (...) e não vai ser marcado por um só jogador, não vai ser só o (Diego) Godín. Há coisas que pretendemos fazer do ponto de vista coletivo para limitá-lo", revelou o veterano treinador Óscar Tabárez, antes da partida que será disputada no Estádio Olímpico de Sochi.

"Além disso, nove desses jogadores são campeões da Europa. Mas, modestamente, temos que enfrentar Portugal e estamos bem, sobretudo pelo lado da vontade", acrescentou.

O 'Maestro' mostrou nesta sexta a sua habitual tranquilidade diante de uma partida muito acirrada, com a forte zaga uruguaia tentando segurar o vencedor de cinco Bolas de Ouro, enquanto os portugueses vão querer parar os temíveis Luis Suárez e Edinson Cavani.

"Estamos nos preparando há muito tempo, muitos trabalham juntos há 12 anos e fomos alcançando objetivos aos poucos. Alguns podem considerar que foi de maneira lenta, mas levando em conta as limitações que temos como país do futebol, chegamos a esta Copa como queríamos", afirmou o técnico de 71 anos que comanda desde 2006 o Uruguai.

Tabárez não quis esclarecer, no entanto, o estado do zagueiro José Maria Giménez, que voltou a treinar na quarta-feira depois de não jogar contra a Rússia por problemas musculares.

"Os 23 jogadores do Uruguai estão à disposição do treinador para jogar. Estão bem de todos os pontos de vista, não só nos aspectos físicos e de saúde, mas também de ânimo. Estamos certos do que queremos", comentou.

"Devemos ser conscientes de que no jogo não sou só eu, ou eu contra Pepe (...) No Uruguai dependemos muito de como estamos coletivamente, pois individualmente podem tirar uma vantagem mínima", acrescentou Suárez, que tem dois gols no campeonato.

O 'Pistolero', que acompanhou Tabárez na coletiva de imprensa, se mostrou mais satisfeito com seu desempenho comparado ao jogo de estreia.

"Estou muito melhor do que no primeiro jogo, também não precisava de muito", afirmou sorrindo em uma coletiva de imprensa, na qual estava relaxado e reconheceu que "já não reclama tanto" agora do VAR.

Nesta Copa de surpresas, Tabárez previu que ainda pode haver muito mais, mas que não se importaria se essas oitavas não fossem excitantes para o público.

"Se for chato e nós vencermos, vamos comemorar", assegurou com um ligeiro sorriso.

Desse duelo sairá o adversário do confronto entre França e Argentina para as quartas de final.

Esporte