PUBLICIDADE
Topo

Esporte

"Queremos faltar ao respeito com Brasil vencendo", afirma Talavera

29/06/2018 09h08

Moscou, 29 Jun 2018 (AFP) - "Queremos faltar ao respeito com o Brasil vencendo", afirmou o goleiro reserva da seleção mexicana, Alfredo Talavera, a quatro dias da partida pelas oitavas de final da Copa do Mundo.

"Acredito que temos que ser claros sobre o rival que vamos enfrentar. É respeitado, mas queremos faltar ao respeito vencendo. Não podemos ficar com a história, com o passado, seria contraproducente, embora tenhamos feito coisas boas contra eles", disse.

O México nunca venceu o Brasil nas quatro partidas entre os dois países na história das Copas, mas entre os duelos recentes está a vitória mexicana sobre os brasileiros na final dos Jogos Olímpicos de Londres-2012, sobre uma Seleção liderada por Neymar e Thiago Silva.

"Todos os que estão nas oitavas de final são candidatos. Ninguém recebeu nada de presente, todos sofreram e passaram como nós", disse Talavera, reserva do titular indiscutível Guillermo 'Memo' Ochoa.

Ao ser questionado por um jornalista se o jogo contra o Brasil é a última oportunidade de uma grande geração do futebol mexicano, o goleiro não deixou barato.

"Você nos considera muito ferrados, cara. O goleiro egípcio tinha 45 anos", afirmou o goleiro de 35 anos, ao recordar Essam El Hadary, que bateu o recorde de jogador mais velho a disputar uma partida de Copa do Mundo, na derrota de 2-1 do Egito para a Arábia Saudita.

"Somos uma geração muito importante, para mim a melhor. Estou feliz e orgulhoso por pertencer a ela", completou.

Esporte