PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Salah comanda goleada do Liverpool, mas Roma reage e sonha com nova virada

24/04/2018 18h01

Liverpool, 24 Abr 2018 (AFP) - Com atuação de gala do egípcio Mohamed Salah, o Liverpool atropelou a Roma por 5 a 2, nesta terça-feira, pelo jogo de ida da semifinal da Liga dos Campeões, e abriu excelente vantagem na luta por uma vaga na decisão.

Salah fez os dois primeiros gols dos Reds, aos 36 e 46 minutos do primeiro tempo, e deu passes para os gols do senegalês Sadio Mané e de Roberto Firmino, respectivamente aos 11 e 16 da segunda etapa. O brasileiro ainda fez mais um, aos 24, enquanto o bósnio Edin Dzeko e Diego Perotti diminuíram para a Roma, aos 36 e 40 minutos do segundo tempo.

A partida marcou o reencontro entre as duas equipes, que se enfrentaram na final da Copa da Europa de 1984. Na ocasião, os Reds levaram a melhor e levantaram o caneco em pleno Estádio Olímpico após vitória na disputa por pênaltis.

No atual duelo entre o poderoso trio ofensivo formado por Sané, Firmino e Salah contra o goleiro brasileiro Alisson e o tradicional sistema defensivo italiano, melhor para o ataque mais eficiente da Liga dos Campeões com 38 gols.

Por outro lado, os Reds vacilaram e foram vazados duas vezes após abrirem 5 a 0 de vantagem. Os gols sofridos em casa podem ser decisivos para a eliminatória e dão esperanças para uma reação da Roma.

Os italianos, que reverteram goleada de 4 a 1 sofrida para o Barcelona para chegar à semifinal, precisam de um nova vitória por 3 a 0 diante de sua torcida para carimbarem a vaga na decisão.

Liverpool e Roma voltam a se enfrentar pelo jogo de volta no Estádio Olímpico na próxima quarta-feira, dia 2 de maio, às 15:45h pelo horário de Brasília.

- Rei do Egito -O jogo começou aberto, com as duas equipes buscando o ataque e explorando suas características. Até os primeiros 10 minutos, os visitantes apostaram em chutes de longa distância, enquanto os anfitriões abusavam da velocidade do trio de ataque para criar chances de gol, defendidas com segurança por Alisson.

A primeira chance mais clara foi da Roma, aos 17 minutos, quando Kolarov aproveitou sobra de bola após cobrança de escanteio para arriscar da entrada da área. O sérvio encheu o pé e carimbou o travessão de Karius, que evitou o gol com leve toque com a ponta dos dedos.

A resposta veio aos 27, 28 e 29 minutos, com duas chances perdidas por Sadio Mané e um chutaço de Salah defendido por Alisson. A partir daí, começou a blitz vermelha numa partida de ataque contra defesa.

Os ingleses conseguiram balançar as redes pela primeira vez com Mané, aos 33, mas tiveram o lance anulado por impedimento. As oportunidades criadas foram recompensadas três minutos depois.

Pressionando a saída da Roma, os Reds roubaram a bola no campo de ataque e Salah recebeu pelo lado direito. O egípcio ajeitou para o meio e chutou com categoria no ângulo de Alisson, sem chances para o arqueiro brasileiro. Por respeito ao ex-clube, Salah não comemorou o golaço.

O time de Anfield Road sentiu o bom momento e seguiu pressionando. Aos 37, Lovren subiu mais alto em cobrança de escanteio para acertar cabeçada explosiva no travessão e quase ampliar a vantagem. A chance do segundo gol caiu nos pés de Salah mais uma vez e o egípcio não decepcionou.

Depois da zaga afastar a bola com chutão, Salah entregou para Firmino no meio de campo com apenas um toque. O brasileiro recebeu, ganhou a dividida e iniciou o contra-ataque, acelerando e enfiando a bola em profundidade para o egípcio tocar por cobertura na saída de Alisson, fazendo seu segundo gol, aos 46.

- Firmino deixa dois -Na volta do intervalo, os Reds voltaram menos elétricos que na parte final do primeiro tempo, administrando a vantagem e esperando uma chance para tentar ampliar o prejuízo da Roma.

Aos 11 minutos o Liverpool encontrou o espaço que queria com lançamento longo de Arnold para Salah, que carregou e invadiu a área pelo lado direito. O egípcio viu a movimentação de Sané e tocou rasteiro para o senegalês, que empurrou para as redes para fazer o terceiro gol inglês.

O 'Rei do Egito' mandava e desmandava na partida. Aos 16, Salah fez jogada individual pelo lado direito, deixou o brasileiro Juan Jesus na saudade e cruzou para Firmino só empurrar para o gol dentro da pequena área.

Firmino ainda ampliou a goleada com cabeçada firme após cobrança de escanteio de James Milner, aos 24. O centroavante subiu alto e testou como manda o manual, para o chão, chegando a 10 gols na 'Champions'.

Apesar da enorme vantagem, o Liverpool pressionava os italianos. Ainda assim, os italianos acharam um gol aos 36 minutos com Edin Dzeko. O belga Naingollan fez lançamento preciso nas costas da zaga, o bósnio dominou com categoria e tocou na saída de Karius.

O gol deu ânimo para a Roma, que três minutos depois conseguiu pênalti após chute de Naingollan parar no braço de Milner. Perotti cobrou com maestria no ângulo para diminuir a diferença aos 40 minutos.

Os gols fora de casa diminuem a desvantagem da Roma, que passa a sonhar em repetir a virada contra o Barcelona nas quartas de final. Os italianos também precisavam vencer por 3 a 0 e conseguiram eliminar o gigante catalão com excelente atuação.

fa

Esporte