PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Campeã olímpica de judô Rafaela Silva acusa policiais de racismo

23/02/2018 19h56

Rio de Janeiro, 23 Fev 2018 (AFP) - A campeã olímpica brasileira de judô Rafaela Silva disse que foi parada pela polícia em uma avenida movimentada do Rio de Janeiro na quinta-feira e tratada como um "bandido" por ser negra.

Silva, que ganhou ouro na Olimpíada de 2016 no Rio, disse que estava indo para casa do aeroporto quando a polícia parou o táxi em que estava.

Em uma série de tuítes, ela disse que a mandaram sair do veículo e lhe perguntaram onde trabalhava, enquanto o motorista foi interrogado separadamente.

Depois que o policial a reconheceu, ela obteve permissão para ir embora.

O motorista do táxi disse para Rafaela que um policial lhe perguntou se ela havia embarcado no táxi em uma favela.

"Isso tudo no meio da Avenida Brasil, e todo mundo me olhando, achando que a polícia tinha pego um bandido, mas era apenas eu, tentando chegar em casa", escreveu Silva.

"Esse preconceito vai até aonde?".

Esporte