PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Iniesta volta ao Stamford Bridge disposto a reabrir velhas feridas do Chelsea

19/02/2018 16h37

Londres, 19 Fev 2018 (AFP) - Em 2009, Andrés Iniesta calou o Stamford Bridge com seu gol decisivo nas semifinais da Liga dos Campeões contra o Chelsea. Nesta terça, o meia volta ao 'local do crime' disposto a ajudar o Barcelona a reabrir velhas feridas dos Blues, desta vez pelas oitavas de final.

O futebol europeu nunca esqueceu aquela partida de volta das semis, em maio de 2009, quando Iniesta, com um chute de fora da área nos acréscimos da partida, garantiu o empate (0-0, 1-1) e a vaga na final para o Barça, que iria depois vencer o Manchester United na final.

O incrível gol matou um Chelsea dominador, mas prejudicado pela arbitragem, o que levou o técnico da equipe na época, o holandês Guus Hiddink, a afirmar que tinha sido "roubados".

"Foi um golaço. O destino quis que a bola entrasse. A nível pessoal é um dos melhores momentos que vivi esportivamente", explicou Iniesta neste fim de semana em entrevista ao canal do Barça.

Três anos depois, outra vez nas semifinais, a revanche foi favorável ao Chelsea (1-0, 2-2). E agora, nesta terça, chega uma nova edição deste duelo hispano-inglês que se tornou um clássico europeu, desta vez pelas oitavas de final.

- Imprescindível -O Barcelona, líder isolado do Campeonato Espanhol, chega a esta partida confiante, apesar de ter sofrido para vencer no sábado o Eibar (2-0), enquanto o Chelsea de Antonio Conte, 4º colocado na Premier League, atravessa um momento turbulento.

Mas, em Stamford Bridge e na Liga dos Campeões, nunca se sabe o que pode acontecer, principalmente ao lembrar que o belga Eden Hazard teve atuações impressionantes na fase de grupos contra outra potência espanhola, o Atlético de Madrid (2-1, 1-1), que foi eliminado da competição.

Do lado catalão, o brasileiro Philippe Coutinho, contratado junto ao Liverpool por 160 milhões de euros, não poderá jogar a Champions com a camisa blaugrana, já que atuou na competição pelos Reds na fase de grupos antes de se transferir.

Já o outro reforço de peso do Barça, o francês Ousmane Dembélé, que vem sofrendo para se adaptar devido às recorrentes lesões, deve começar a partida no banco de reservas.

Neste panorama, o jogo ofensivo do Barça seguirá sob responsabilidade de Luis Suárez e, principalmente, de Lionel Messi, que precisa de três gols para chegar aos 100 em sua carreira na Liga dos Campeões.

Mas, aos 33 anos, Iniesta continua sendo o imprescindível maestro do meio de campo do Barça.

"Ele nos traz muito controle de jogo e, até certo ponto, o estilo da equipe é seu estilo e o estilo do Barça de sempre", declaro o técnico Ernesto Valverde.

- 'Fazer duas partidas quase perfeitas' -Apesar de Coutinho ter sido contratado justamente para dar um pouco de descanso físico a Iniesta, o meia espanhol é tão importante que o clube lhe ofereceu em outubro um contrato "à vida".

E Valverde se viu obrigado a desmentir na sexta-feira os rumores sobre uma possível saída de Iniesta rumo ao futebol chinês.

"A eliminatória (contra o Chelsea) será dura e exigente e nos marcará. Temos que fazer duas partidas quase perfeitas para avançar", analiso Iniesta.

Formado nas categorias de base do Barça, no qual estreou profissionalmente aos 18 anos, quatro vezes campeão da Champions, o tímido meia ofensivo conquistou todos os títulos possíveis com clube e seleção.

O homem do gol do título Mundial na final da Copa da África do Sul-2010 já avisou, porém, que a Copa da Rússia deste ano deverá ser sua última grande competição com a Espanha.

Enquanto isso, Iniesta terá a oportunidade de conquistar um novo 'triplete' Liga-Copa do Rei-Champions com o Barcelona, como em 2015... e como em 2009, o ano do 'Iniestazo' do Stamford Bridge.

- Prováveis escalações:

Chelsea: Courtois - Azpilicueta, Christensen, Cahill - Moses, Kanté, Drinkwater, Fábregas, Alonso - Hazard, Giroud. Técnico: Antonio Conte (ITA)

Barcelona: Ter Stegen - Sergi Roberto, Piqué, Umtiti, Jordi Alba - Busquets, Paulinho, Rakitic - Iniesta, Messi, Suárez. Técnico: Ernesto Valverde.

jed-gr/pm/am

COURTOIS

Esporte