PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Técnico da surpreendente seleção Síria pede demissão

16/11/2017 19h53

Damasco, 16 Nov 2017 (AFP) - Ayman al-Hakim, que levou a seleção da Síria a brigar por uma vaga na Copa do Mundo da Rússia-2018, apresentou nesta quinta-feira seu pedido de demissão, após o presidente da federação do país se mostrar insatisfeito com o rendimento da equipe.

A federação síria não aceitou imediatamente a demissão do técnico, mas deve se pronunciar nos próximos dias, segundo um dos dirigentes da entidade.

"Depois das recentes declarações do presidente da federação, Salah Ramadan, apresentei minha demissão ao presidente do comitê de equipes nacionais, desejando o maior sucesso à seleção", declarou Hakim, em comunicado divulgado pela federação.

"Estou orgulhoso dos progressos realizados pela seleção durante os últimos tempos", garantiu o técnico, que lembrou das "difíceis circunstâncias" em que jogou a equipe.

A Síria está envolvida desde 2011 em uma guerra civil que já deixou mais de 330.000 mortos e milhões de refugiados.

Hakim, 57 anos, realizou o melhor campanha da história da Síria em eliminatórias para a Copa do Mundo, chegando à repescagem asiática, na qual perdeu para a Austrália (1-1, 2-1).

Esporte