PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Brasil torce para que "todos os países" possam vir aos Jogos-2016

19/07/2016 14h08

Rio de Janeiro, 18 Jul 2016 (AFP) - O Brasil torce para que "todos os países" possam participar dos Jogos Olímpicos do Rio-2016, apesar da decisão de excluir ou não a Rússia do evento por doping "cabe às entidades esportivas", declarou nesta segunda-feira o ministro do Esporte, Leonardo Picciani.

"Eu torço para que todos os países e atletas possam estar presentes. Nós, o governo brasileiro, torcemos para que todos possam estar presentes", declarou Picciani, durante a inauguração de instalações esportivas em base da Força Aérea brasileira, no norte do Rio de Janeiro.

"É evidente que o esporte tem suas regras, tem seus regulamentos, e esses regulamentos devem ser cumpridos", continuou o ministro. "É uma decisão que cabe às entidades do esporte, às federações internacionais e à Agência mundial Antidoping, que devem analisar o caso e tomar a providência que o regulamento manda".

Picciani, porém, não concordou com a hipótese de perda de prestígio dos Jogos Olímpicos caso a Rússia seja excluída do evento.

"Os Jogos Olímpicos são um evento da humanidade, estão acima de tudo e contarão com 206 países e a delegação de refugiados. Eu creio que este tema sera tratado com a seriedade que ele merece e as autoridades do esporte tomarão, dentro do que o regulamento prevê, a decisão mais justa e mais adequada", concluiu Picciani.

O relatório McLaren, encomendando pela Agência Mundial Antidoping (Wada) e publicado nesta segunda-feira, revelou um sistema de doping promovido pelo Estado e de manipulação de amostras positivas sem precedentes.

No embalo da publicação do relatório, a Wada pediu a exclusão da Rússia de toda competição internacional, inclusive dos Jogos do Rio-2016 (5-21 de agosto).

Esporte