Maicon Andrade é prata no Grand Prix Final e perde vaga no ranking olímpico

Maicon Andrade ficou com o vice-campeonato do Taekwondo no Grand Prix Final de Manchester ao ser derrotado por Cheick Sallah Cissé por 2 rounds a 0. O brasileiro, bronze na Rio-2016 fez uma luta equilibrada contra o campeão olímpico da Costa do Marfim, mas perdeu por 7-7 e 14-12.

Com isso, Maicon ficou em sétimo no ranking olímpico, que fecha neste domingo (3) e dá as cinco primeiras vagas para Paris-2024. O Brasil agora só pode conquistar vagas via pré-olímpico continental que deverá acontecer em março de 24.

Maicon Andrade começou com tudo, abrindo 4 a 0 com uma série no início do combate, Ainda no primeiro minuto, o costa-marfinense diminuiu para 4 a 2. Cissé conseguiu um golpe faltando 40 segundos, mas o juiz não deu ponto.

O campeão olímpico precisou pedir revisão por vídeo para enfim ganhar 3 pontos e passar a frente no marcador (5 a 4). Maicon conseguiu um golpe empatando rapidamente em 5 a 5. Ambos ainda trocaram golpes e o primeiro round terminou em 7 a 7, com Cissé levando o desempate.

No segundo round, os dois trocaram chutes que valem quatro pontos logo no início. Em seguida trocaram uma série de golpes e Cisse abriu uma vantagem de 8 a 7. Depois de um momento de descanso, em que se estudaram, Maicon conseguiu virar e empatou por 11 a 11, faltando 42 segundos. Porém, Maicon estava com vantagem em caso de desempate.

Cisse conseguiu um golpe que lhe valeu três pontos e a vantagem de 14 a 11, Faltando um segundo, o brasileiro não conseguiu o necessário e apenas conseguiu um ponto, diminuindo finalmente para 14 a 12. O último medalhista de ouro da história olímpica da Costa do Marfim comemorou o ouro e a liderança do ranking.

Como fica a corrida olímpica do taekwondo agora

As cinco primeiras vagas por categoria foram distribuídas pelo ranking olímpico que se encerra hoje. A sexta vaga será enfim pela série de Grand Slam, cuja final acontece em Wuxi, China, entre 13 e 14 de dezembro. Como os brasileiros foram mal no primeiro Grand Slam, a chance de vaga olímpica pelo ranking do torneio é considerada muito pequena para valer o custo da viagem.

Para Wuxi, representarão o Brasil atletas que já estejam inscritos para a Copa do Mundo por equipes. São eles: Luiz Felipe Aquino (58kg), Gabriel Campolina Santos (68kg), Vinicius Assis Matos, Pedro Arthur Alves de Jesus (+80kg), Sandy Camila Leite Macedo e Milena Titoneli Guimarães (67kg)

Continua após a publicidade

A partir daí cada continente terá um pré-olímpico em 2024 e é aí que o Brasil buscará portanto suas vagas olímpicas. O problema é que cada país só pode inscrever dois atletas no masculino e dois no feminino. Assim, a Confederação Brasileira de Taekwondo terá que selecionar as duas melhores chances para o pré-olímpico que ainda não tem data e locais confirmados.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes