PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Casão sobre Bolsonaro: 'Um dos piores brasileiros que existem no planeta'

Do UOL, em São Paulo (SP)

07/07/2022 11h14

O ex-jogador Walter Casagrande, que deixou de ser comentarista do Grupo Globo ontem após 25 anos na emissora, participou do UOL Entrevista nesta manhã e falou sobre a polarização política que o Brasil vive hoje.

Conhecido ao longo da carreira por seus posicionamentos contundentes, dessa vez não foi diferente. Casão afirmou que o presidente Jair Bolsonaro é um dos piores brasileiros que existem no planeta.

"A influencia do Jair Bolsonaro dentro da sociedade brasileira é das piores que já vi na minha vida. Ele é o pior presidente da história da política brasileira. Pra mim, é um dos piores brasileiros que existem no planeta neste momento. Homofobia, machismo, racismo, todos os tipos de preconceito tem o aval dele. Ele já demonstrou. Não estou inventando nada, é fato. Tem várias falas dele machista, atacando mulher, jornalistas, racistas, homofóbicas", iniciou Casagrande.

"O presidente da República dá o aval para essa turma toda aí, eles crescem. Estão crescendo pelo desespero, tem aval do governo pra ser assim. Eles estão desesperados porque estão vendo que a coisa tá ruindo. Essa estrutura preconceituosa e destruidora que esse governo criou está começando a rachar, está ruindo. Eles estão desesperados e mostram muito mais do que eles são", acrescentou.

O ex-jogador de 59 anos também não fez questão de esconder seu voto nas eleições do final do ano e ainda reforçou seu posicionamento veemente contra o governo Bolsonaro.

"Eles não tem argumento [extrema direita], mentem, e são superagressivos, com ódio. Eles não gostam de educação, eles não tem educação. Eles agridem mulheres porque não gostam delas.
Eu sou contra, até o fim da minha vida, o governo Bolsonaro. Esse é meu princípio básico. Sou PT, sempre votei no PT, votei no Ciro também. O Lula é muito mais capaz, mais preparado, inteligente, social, muito mais político. Não dá para comparar Jair Bolsonaro com Lula. Independentemente da polarização, se vou votar no Lula ou não. Não dá pra comparar o Lula com o Jair Bolsonaro. É covardia com o Bolsonaro", disse.

Na Rede Globo desde 1997, Casagrande trabalhou em Copas do Mundo e Jogos Olímpicos. Além disso, participou dos programas 'Bem, Amigos', 'Seleção SporTV', 'Troca de Passe', 'Redação SporTV', 'Esporte Espetacular' e escrevia um blog no ge chamado 'De Peito Aberto'.

Em setembro de 2007, o comentarista sofreu um grave acidente de carro e ficou em coma por 24 horas. Após se recuperar, ele foi internado em uma clínica para dependente de drogas por conta de seu vício em heroína e cocaína — consequentemente parando com as aparições na TV.

Seu retorno à televisão aconteceu em abril de 2009 no Arena SporTV. No mesmo ano retomou as transmissões de partidas de futebol e participou do Globo Esporte.

Antes de ser contratado na Globo, Casão teve uma passagem pela ESPN.

Assista à entrevista completa:

Esporte