PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Minotouro retorna aos ringues após 2 anos de aposentadoria: voltando feliz

Rogério Minotouro durante treino aberto em Balneário Camboriú, em Santa Catarina - Ricardo Franzen/Divulgação
Rogério Minotouro durante treino aberto em Balneário Camboriú, em Santa Catarina Imagem: Ricardo Franzen/Divulgação

Hygino Vasconcellos

Colaboração para o UOL, em Balneário Camboriú (SC)

29/01/2022 09h06

Após quase dois anos de sua aposentadoria, o boxeador baiano Rogério Minotouro volta aos ringues amanhã, em Balneário Camboriú (SC). Ele duela com Leonardo 'Leleco' Guimarães no FMS (Fight Music Show).

Minotouro não lutava desde junho de 2020, quando subiu ao octógono com Maurício Shogun. Os dois se enfrentaram três vezes, sempre com vitória para o curitibano.

Na época, o baiano deixou o esporte com 23 triunfos e dez reveses após quase duas décadas competindo no MMA profissional.

Ontem, após o treino aberto na Praia Central, Minotouro disse que tinha "uma ideia definida de aposentadoria" e que a "culpa" para voltar ao octógono era do coaching Mamá Brito, CEO do Fight Music Show. Os dois, juntos com Clemilda Thomé, ministram o curso "Desperte o Campeão", voltado à performance física, prosperidade financeira e equilíbrio emocional.

"Eu estava em casa. Já tinha encerrado minha carreira, eu dei entrevista há dois anos, 'oh, tô parando'. Para voltar tem que ser uma ideia que vai trazer a diferença. Daí o Mamá traz o Whindersson Nunes, um dos maiores artistas mundiais, brasileiros, para fazer uma luta de boxe", disse Minotouro.

Minotouro diz que está na expectativa por luta com Leleco - Hygino Vasconcellos/UOL - Hygino Vasconcellos/UOL
Minotouro diz que está na expectativa por luta com Leleco
Imagem: Hygino Vasconcellos/UOL

O lutador disse estar na expectativa pela luta com Leleco.

"Eu estou parado há dois anos, mas vocês viram pelo treino de hoje (ontem), vai ser uma grande luta. Mas Mamá realizou isso aqui, foi uma oportunidade, como eu falei, são poucas oportunidades na vida e eu acredito muito em você. E em uma oportunidade, você tem que agarrar. Eu poderia assim dizer: 'Mamá, eu estou aposentado ou a luta vai ser daqui dois meses, está muito em cima, não vou lutar'. Mas eu falei: 'vamos fazer esse negócio acontecer'."

"Estou voltando feliz, amo o boxe, e aqui com vocês eu vejo a felicidade que eu estou. (...) Como eu gosto disso aqui. É meu momento de felicidade, não penso em nada, não vejo a hora passar, às vezes a gente entra numa academia, treina duas, três horas só pensando na luta", complementou.

Minotouro relembrou da primeira vez que viu Leleco, em Salvador.

"Aí eu estava treinando, todo mundo duro e um rapaz, tinha um cara que parecia um pitbull, pescoço desse tamanho, eu falei: 'p, esse cara tem uma cabeça diferente'. E aí, quando chega a luta, chega o Felipe e diz 'vou colocar para lutar com o Leleco' e aí (eu falei) 'pó, esse cara tem a cara de brabo'. Ele tem uma estrutura muito grande, é um atleta muito forte, ex-lutador do UFC. É um cara que está lutando."

Minotouro se casou em cidade vizinha

No pós-treino, Minotouro contou ainda que se casou há oito anos em Itajaí, cidade vizinha a Balneário Camboriú. A esposa dele, Aline Zermiani, é ex-modelo e, em 2010, foi eleita Miss Santa Catarina. Os dois têm dois filhos: Roger e Romero.

"Ela cuida da parte da dieta, dos treinos, me ajuda bastante, hoje mesmo ela tava vendo o meu roupão, os detalhes, colocando os logos de patrocínios. É cada detalhe. A gente chega lá, sobe no dia, e não imagina que tem uma equipe por trás. E minha mulher faz parte dessa equipe. Na verdade, ela encabeça essa equipe numa ponta, dos treinadores, prepara essa parte de hotel, passagem, tudo."

Esporte