PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Morre, aos 74 anos, Miguel de Oliveira, ex-campeão mundial de boxe

Miguel de Oliveira morreu aos 74 anos em decorrência de câncer no pâncreas - Juca Varella/Folhapress
Miguel de Oliveira morreu aos 74 anos em decorrência de câncer no pâncreas Imagem: Juca Varella/Folhapress

Beatriz Cesarini, Catarina Virginia Barbosa e Gustavo Setti

Do UOL, em São Paulo

15/10/2021 12h58

Morreu, hoje, o ex-campeão mundial de boxe dos médios-ligeiros Miguel de Oliveira, aos 74 anos. A informação foi confirmada ao UOL Esporte pelo Hospital da Luz.

Em junho deste ano, o ex-pugilista foi diagnosticado com um câncer severo no pâncreas e internado no Hospital da Luz, na Vila Mariana (zona sul de São Paulo), onde iniciou o tratamento de quimioterapia.

Teve alta duas semanas depois, mas retornou ao hospital em 19 de setembro devido a um quadro de infecção. Os médicos interromperam o tratamento de quimioterapia e iniciaram os cuidados paliativos. Segundo o hospital, o ex-pugilista morreu em decorrência da doença.

Natural da cidade de São Manuel, no interior paulista, Miguel estreou no boxe em 1968, acumulando cartel de 51 combates profissionais, com 45 vitórias (27 por nocaute), um empate e cinco derrotas até se aposentar, em 1980, segundo o site Boxerec.

Em 1970, foi campeão brasileiro e, três anos depois, foi para primeira disputa de um título mundial, na qual foi derrotado pelo japonês Koichi Wajima. Na revanche, realizada em 1974, não conseguiu novamente trazer o título ao Brasil.

Em maio de 1975, Miguel de Oliveira conquistou o título vago do Conselho Mundial de Boxe ao derrotar, por pontos, em decisão unânime, o espanhol José Duran, então campeão europeu, em disputa que durou 15 assaltos.

Após se aposentar, em 1980, Miguel de Oliveira foi também treinador de José Adilson Rodrigues dos Santos, o Maguila, por dois períodos: entre 1986 e 1988, e, depois, entre 1991 e 1995. Sob as orientações do técnico, Maguila manteve o título Sul-Americano e foi campeão das Américas, em 1986.

Formado em Educação Física, nos últimos anos, Miguel se manteve ativo, dando aulas de boxe recreativo na academia Cia Athletica, em São Paulo.

Esporte