PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Casemiro busca legado no Real e desconversa sobre volta ao SPFC: 'Difícil'

Casemiro descarta volta ao São Paulo e admite "frio na barriga" em conversas com Zidane - Divulgação
Casemiro descarta volta ao São Paulo e admite 'frio na barriga' em conversas com Zidane Imagem: Divulgação

Colaboração para o UOL, em São Paulo

10/04/2021 21h08

Em sua sétima temporada pelo Real Madrid, Casemiro espera deixar um legado no clube. Em entrevista ao "Bola da Vez", programa da ESPN exibido hoje, o volante destacou a grandeza merengue, e não descarta seguir no clube após pendurar as chuteiras.

Revelado pelo São Paulo, Casemiro está na sua sétima temporada no Real Madrid. Focado em "fazer história" na Espanha, o jogador descarta retornar ao Brasil nos próximos anos.

"Eu queria deixar um legado aqui (no Real Madrid). Quero seguir com a mentalidade de jogador, de fazer história no clube. Depois, se existe a possibilidade de ser um embaixador do clube, trabalhar no clube... Claro que eu queria no futuro trabalhar num clube (como o Real Madrid). É um clube que eu admiro muito, pela grandeza", falou Casemiro.

Em relação ao Tricolor, o jogador se mostrou grato ao clube, mas vê um retorno como "muito difícil".

"Hoje, a minha mentalidade não (é voltar ao São Paulo). Minha mentalidade é totalmente no Real Madrid. É muito difícil de falar. Sou muito grato ao São Paulo, mas é muito difícil você falar daqui cinco, seis, sete anos. É muito difícil você falar que vai jogar no São Paulo hoje, então, você não pode falar uma coisa dessa. Os momentos que eu tive no São Paulo foram prazerosos", disse o volante.

"Tive um jogador que, para mim, foi o melhor companheiro que eu tive no Brasil que se chama Lucas Moura. É um jogador que tive o prazer de jogar com ele. É um cara que admiro muito. Joguei com o Rogério Ceni. Jogadores excepcionais. Tive meu grande momento no São Paulo, mas, hoje, falar de terminar a carreira é muito difícil. Você estando no Real, com 29 anos, é difícil falar. Mas todo mundo sabe a admiração que tenho pelo São Paulo. Hoje, falar que daqui sete anos jogaria no São Paulo é muito difícil", completou.

Futebol