PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Teste de elevador evitou mais mortes em ataque a tiros nos EUA

Polícia cerca a área de local de ataque a tiros na Flórida, nos Estados Unidos - AP Photo/John Raoux
Polícia cerca a área de local de ataque a tiros na Flórida, nos Estados Unidos Imagem: AP Photo/John Raoux

Do UOL, em São Paulo

27/08/2018 10h31

Uma coincidência evitou que mais mortes ocorressem no ataque a tiros na Flórida, nos Estados Unidos, durante um campeonato do game Madden. Um teste de elevador em um prédio próximo ao local fez com que o socorro chegasse mais rápido e ajudasse às vítimas feridas.

Veja também:

Emissora divulga nome de dois mortos em ataque; Duas vítimas são operadas
Suspeito de ataque é descrito como gamer de "olhar vazio" e poucas emoções
EA lamenta atentado em torneio de game e promete colaborar com autoridades

Em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (27), Jeremy Cooke, capitão do Corpo de Bombeiros de Jacksonville, disse que o teste foi encerrado quando viram pessoas correndo do local do ataque. Uma delas teria gritado que havia sido baleada.

Os bombeiros optaram por não esperar a chegada da polícia e se dirigiram ao local para atender as vítimas. "Não pensamos nisso (esperar pela polícia). Apenas fazemos o que temos que fazer para ajudar", disse.

"Se tivéssemos esperado os policiais limparem a área - o que demoraria algum tempo -, acredito que algumas pessoas teriam sangrado até a morte".

O ataque aconteceu no último domingo por David Katz, um dos jogadores do campeonato. Ele teria disparado após ser eliminado da competição. Ao menos 11 pessoas ficaram feridas, sendo dois mortos: Eli Clayton, que utilizava o codinome "Trueboy", e Taylor Robertson, que jogava como "SpotMePlzz".

Esporte