PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Jogador da NFL é preso por ameaçar atirar em pessoas durante funeral do pai

AP Photo/Bill Wippert
Imagem: AP Photo/Bill Wippert

Do UOL, em São Paulo

22/08/2018 18h14

Richie  Incognito, ex-jogador do Buffalo Bills e atualmente sem time na NFL, teve um dia de fúria no início desta semana e acabou detido pela polícia nos arredores da cidade norte-americana de Phoenix, no Arizona. O atleta teria ameaçado funcionários da empresa funerária que cuidava dos preparativos para enterrar seu pai, falecido na última semana.

Incognito queria que o corpo do pai fosse mutilado e se enfureceu diante da recusa. Segundo o relatório investigativo, testemunhas viram Incognito exigir que a cabeça do pai fosse cortada para fins científicos. Quando o estafe se recusou, ele então passou a sacudir caixões e jogar panfleto para cima, chegando inclusive a tirar uma urna de uma prateleira e a jogar sobre um caixão. Dois empregados da funerária se esconderam até a chegada dos policiais.

De acordo com a polícia do município de Scottsdale, o jogador de 35 anos foi preso sob acusação de conduta desordeira. Em sua picape foram apreendidos dois revólveres, três rifles e um silenciador de pistola. Tudo aconteceu na segunda-feira (20), durante preparativos do velório.

“Ele se desentendeu com o estafe [do necrotério] e começou a quebrar o interior do local, gritando com os funcionários”, disse um porta-voz da polícia. “Em vários momentos durante a discussão, ameaçou ir ao automóvel buscar armas e atirar nos funcionários.”

Incognito está na NFL desde 2005 e nos últimos anos defendeu o Buffalo Bils. Ele foi dispensado em abril e tornou-se agente livre irrestrito, podendo negociar com qualquer equipe, mas segue desempregado e ensaia se aposentar.

Esporte