PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Após doping, CAS desclassifica medalhista russo do curling em Pyeongchang

Aleksandr Krushelnitckii durante um dia de disputa no curling - Aaron Favila/AP
Aleksandr Krushelnitckii durante um dia de disputa no curling Imagem: Aaron Favila/AP

Do UOL, em São Paulo

22/02/2018 06h32

Na manhã desta quinta-feira, a Corte Arbitral do Esporte decidiu desclassificar o russo Aleksandr Krushelnitckii, que ganhou o bronze nas duplas mistas de curling, dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang. A determinação ocorreu após o atleta da Rússia ser flagrado no exame antidoping.

Krushelnitckii ficou em terceiro na prova mista do curling, ao lado da mulher Anastasia Bryzgalova. Posteriormente, testou positivo para Meldonium. Na última terça-feira (20), foi divulgado que a contra-prova do exame também apontou para a presença da substância proibida. Com isso, o atleta e sua dupla perdem a medalha de bronze.

O atleta russo, de 25 anos de idade, estava sendo investigado pela Corte arbitral do Esporte (CAS) por consumo de Meldonium, fármaco cardiovascular proibido desde 2016.

Apesar disso, Krushelnitckii segue garantindo que nunca consumiu qualquer substância ilegal, e que o resultado obtido nos Jogos Olímpicos de Inverno, ao lado de Bryzgalova, foi fruto de "trabalho duro e treino constante".

A delegação russa, que participa do evento poliesportivo sob bandeira neutra, justamente, devido escândalo de doping, confirmou anteriormente a presença do atleta.

Esporte