PUBLICIDADE
Topo

Tênis

Justiça condena ex-ministra que acusou Nadal de doping a indenizar tenista

Rafael Nadal em ação em partida contra Fabio Fognini - Nicolas Asfouri/AFP
Rafael Nadal em ação em partida contra Fabio Fognini Imagem: Nicolas Asfouri/AFP

Do UOL, em São Paulo

16/11/2017 11h53

Nesta quinta-feira (16), a justiça francesa anunciou a condenação de Roselyne Bachelot, ex-ministra dos esportes do país, por ter acusado Rafael Nadal de doping. Ela terá de pagar 12 mil euros (cerca de R$ 46,3 mil) ao tenista espanhol por danos morais.

A declaração foi feita em programa de televisão em março de 2016, quando ela já não fazia mais parte do governo local. A ex-ministra foi condenada por difamação e teve a punição imposta pela justiça local.

O valor corresponde à pena por danos morais mais os custos do processo. Além disso, Bachelot terá de pagar 500 euros (cerca de R$ 1,9 mil) a Nadal em caso de reincidência.

Poucas horas após a condenação, o tenista espanhol postou um agradecimento em sua conta no Facebook e anunciou que o dinheiro do processo será destinado a uma ONG. "Como vocês puderam ver na imprensa, hoje é um dia feliz para mim, minha equipe e meus fãs. A justiça francesa resolveu a senteça em favor de minha honestidade e integridade como atleta. Agradeço a todos aqueles que acreditaram em mim e deram seu apoio a todo momento. Como eu informei, o dinheiro da sentença irá para uma ONG francesa."

Nessa segunda-feira (13), Nadal abandonou o ATP Finals após derrota para o belga David Goffin na estreia. O tenista espanhol sofre com dores no joelho direito.

Tênis