PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Bicampeã de Wimbledon recebe alta de hospital três dias após ser esfaqueada

Petra Kvitova com a mão imobilizada durante entrevista coletiva - Reprodução
Petra Kvitova com a mão imobilizada durante entrevista coletiva Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

23/12/2016 10h45

A tenista Petra Kvitova, de 26 anos, recebeu alta hospitalar nesta sexta-feira, três dias após ser esfaqueada na mão esquerda - a mesma que usa para jogar- durante ataque em um assalto a seu apartamento na cidade de Prostejov.

A bicampeã de Wimbledon precisou passar por uma cirurgia para reparar tendões e ligamentos que ficaram danificados e a previsão mais otimista é que possa a voltar a jogar dentro de seis meses.

Na entrevista coletiva que concedeu nesta sexta, a tenista apareceu com a mão esquerda imobilizada. Porém, estava bastante sorridente.

Detalhe da mão operada de Petra Kvitova - AP Photo/Petr David Josek - AP Photo/Petr David Josek
Detalhe da mão operada de Petra Kvitova
Imagem: AP Photo/Petr David Josek

"Eu quero agradecer a todas as pessoas da minha equipe e aos médicos que cuidaram de mim. Também fiquei lisonjeada com todas as mensagens de apoio recebidas de pessoas em diversos lugares do mundo. Ontem eu pude mexer os dedos na minha mão esquerda. Foi o melhor presente de Natal que poderia receber", afirmou.

"Farei de tudo o que puder para retornar o mais rapidamente possível ao esporte. Peço privacidade e paz enquanto retomo minha jornada de retorno ao tênis", afirmou.

"Enquanto o que aconteceu comigo foi muito assustador, eu não me vejo como uma vítima. eu não me sinto culpada e não olho para trás", disse.

Esporte