PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Padrasto de Medina é suspenso pela WSL até abril por incidente em Portugal

Charles e Gabriel Medina durante etapa de Portugual em 2016 - Kelly Cestari/WSL
Charles e Gabriel Medina durante etapa de Portugual em 2016 Imagem: Kelly Cestari/WSL

Do UOL, em São Paulo

20/02/2017 17h09

Charles Rodrigues, padrasto e técnico de Gabriel Medina, está suspenso dos eventos organizados pela Liga Mundial de Surfe (WSL). No último domingo (19), a entidade publicou em seu site oficial um texto sobre a punição por "incidentes durante a etapa de Portugal" na última temporada, mas não explicou o real motivo da sanção.

"Além do pedido de desculpas para as pessoas envolvidas, o senhor Medina tem cooperado plenamente com a investigação da Liga sobre o incidente e aceitou a suspensão, que está valendo desde outubro do ano passado até abril de 2017)", publicou a WSL.

"Lamento minhas ações em Portugal na última temporada", disse Charles ao site da WSL. "Este não é o tipo de pessoa que me esforço para ser e não reflete os valores da minha família. Foi durante uma parte intensa da temporada e não me saí bem. Quero me desculpar com a WSL, os oficiais e os torcedores desta comunidade. Esse esporte deu tudo para minha família e continua oferecendo a melhor plataforma para os melhores surfistas do mundo. Boa sorte para todos neste ano", acrescentou.

Charles, então, não poderá estar presente nos palanques destinados aos atletas nas etapas do Circuito Mundial de Surfe (WSL). Assim, ele perderá pelo menos as duas primeiras etapas do ano, ambas realizadas na Austrália, em Goald Coast e Margaret River, respectivamente.

Esporte