PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Bellator demite brasileiro do MMA envolvido em briga em posto de gasolina

Do UOL, em São Paulo

26/07/2013 11h01

As cenas impressionantes de uma briga em um posto de gasolina envolvendo o lutador de Maiquel Falcão, ex-UFC, causaram a sua demissão do Bellator. Ele competia na segunda maior organização de MMA da atualidade, mas o caso acabou gerando o seu corte do plantel, três semanas depois do ocorrido.

De acordo com o site MMA Fighting, o Bellator comunicou nesta quinta-feira a demissão de Maiquel, que já havia sido expulso da academia em que treinava a Company Fight/RFT, junto a Kauê Mena, que levou a pior na briga e foi internado em estado grave após ser atingido - ele permanece até hoje em uma difícil recuperação.

O incidente aconteceu em Camboriú, Santa Catarina, no dia 5 de julho, e foi registrado em vídeo, mostrando imagens fortes. Nele, Maiquel aborda uma garota no caixa da loja de conveniência do posto de gasolina. Ela reclama e quase leva um tapa do lutador. Depois, amigos dela foram tirar satisfação e o conflito generalizado toma conta do posto.

Maiquel e Kauê foram agredidos com pedaços de madeira e apanharam até quando já estavam no chão. O ex-lutador do UFC se defendeu das acusações e afirmou que sofreu racismo antes do incidente.

O brasileiro teve outro problema legal anteriormente. Em 2011, foi cortado do UFC depois que a organização soube de um incidente em 2002 em que uma mulher teria sido agredida.

No Bellator, Maiquel Falcão fez quatro combates e venceu um GP de pesos médios do evento. Em seu combate mais recente, ele disputou o cinturão da categoria, mas perdeu para Alexander Shlemenko.

MMA