PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Jadson, F. Melo, Kaká... quem são os atletas que Bolsonaro segue no Twitter

Felipe Melo posa para foto com Jair Bolsonaro em festa do Palmeiras - reprodução/Instagram
Felipe Melo posa para foto com Jair Bolsonaro em festa do Palmeiras Imagem: reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

27/12/2018 04h00

O presidente eleito Jair Bolsonaro já escolheu o Twitter como plataforma preferencial de divulgação de suas ações de governo. Entre anunciar a indicação de ministros, rebater reportagens da imprensa e divulgar detalhes do seu dia a dia, os tuítes do capitão reformado geralmente rendem notícia.

A natureza institucional do perfil de Bolsonaro entrou em discussão quando o futuro presidente do país resolveu bloquear jornalistas que o desagradam no Twitter.

Em maio de 2018, um juiz federal norte-americano decidiu que o presidente Donald Trump, outro assíduo usuário do Twitter, não pode bloquear cidadãos, atitude considerada inconstitucional. A Justiça brasileira não se pronunciou a respeito do caso de Bolsonaro.

Pensando na preferência do capitão reformado pela plataforma, em detrimento dos meios tradicionais, o UOL Esporte fez uma lista dos atletas que o perfil do presidente eleito segue. Bolsonaro segue 246 pessoas no Twitter, e 11 são esportistas. Apesar de se dizer muito ligado ao futebol, o capitão não acompanha, por exemplo, os perfis do Palmeiras e do Botafogo, clubes pelos quais torce.

A maioria dos atletas ou ex-atletas que têm Bolsonaro como seguidor são ligados às artes marciais, mas nesse time seleto também estão jogadores de futebol, pilotos de corrida e uma ex-jogadora de vôlei. Quase todos já endossaram publicamente as ideias do presidente eleito, que assume o mandato na próxima terça-feira.

Quem o presidente segue

  • José Aldo Júnior

    O antigo campeão do UFC fez campanha para Bolsonaro e o visitou no dia em que ele foi eleito. Em um vídeo de 2017, Aldo chama o então pré-candidato de "Bolsomito" e diz que é um "fanzaço" de seu trabalho.

  • Emerson Fittipaldi

    O ex-piloto de Fórmula 1 visitou Bolsonaro no hospital após o candidato sofrer o atentado a faca em Minas Gerais. Ao UOL Esporte, Fittipaldi disse que votou nele para acabar com a corrupção no Brasil. Leia mais

  • Ana Paula

    Expoente do conservadorismo no Twitter e crítica do petismo, Ana Paula comemorou a vitória de Bolsonaro em outubro. Em postagens que atingem milhares de seguidores, a medalhista olímpica costuma defender o presidente eleito. Leia mais

  • Jadson

    O meia do Corinthians não costuma se posicionar politicamente, mas revelou em entrevista ao UOL Esporte seu apoio ao então deputado em 2017. "Já vi algumas entrevistas dele no Youtube, é um cara que parece ser correto. Se ele se candidatasse a presidente eu votaria nele. É um cara que briga pelos valores da família e pra mim isso é fundamental", afirmou. Leia mais

  • Felipe Melo

    O volante do Palmeiras é uma das vozes mais enfáticas no futebol brasileiro em favor do presidente eleito. Felipe Melo já dedicou gol, gravou vídeos e comemorou o título do Campeonato Brasileiro ao lado de Bolsonaro. O endosso motivou um posicionamento oficial do Palmeiras em relação ao capitão reformado. Leia mais

  • Kaká

    Não se tem notícia de um apoio público do melhor jogador do mundo em 2007 ao presidente eleito. Em agosto, a revista 'Veja' publicou que o ex-jogador marcou um encontro com o então candidato. Procurada, a assessoria de imprensa de Kaká não retornou as tentativas de contato. Leia mais

  • Renzo Gracie

    Mesmo vivendo nos EUA, o faixa preta gravou alguns vídeos em apoio ao então candidato e se engajou em sua campanha. Neto de Carlos Gracie, o criador do jiu-jitsu brasileiro, já encontrou Bolsonaro durante evento da modalidade e disse que o capitão é 'raiz e não nutella'. As desavenças políticas promoveram um racha na família Gracie nas eleições. Leia mais

  • Paulo Borrachinha

    A amizade entre o lutador mineiro do UFC e capitão remonta à época em que Borrachinha nem tinha contrato com o principal torneio do mundo. Em lutas ainda em 2015, o atleta costumava saudar Bolsonaro no octógono e dedicar vitórias ao candidato. Os dois se encontraram dias antes da estreia de Borrachinha no UFC e no dia em que Bolsonaro foi eleito. Leia mais

  • Darren Till

    O lutador britânico do UFC morou em Santa Catarina e conheceu as ideias de Bolsonaro através de seu treinador, Marcelo Brigadeiro. Após uma vitória, Till pediu ainda no octógono por 'Lula na cadeia e Bolsonaro presidente'. Em entrevista à imprensa internacional, disse que apoiava o capitão porque "90% dos brasileiros" o queriam como presidente. Leia mais

  • Marcelo Brigadeiro

    Treinador, empresário e promotor de MMA, Brigadeiro costuma gravar vídeos em apoio ao capitão reformado. Em um dos mais populares, ele defendeu Bolsonaro quando o STF o tornou réu por apologia a estupro. O candidato agradeceu nas redes sociais. Leia mais

  • Gabriel Casagrande

    O piloto paranaense da Stock Car tem 23 anos, se considera de direita e é um admirador de Bolsonaro. Encontrou o candidato no começo do segundo turno e fez campanha para ele nas redes sociais.

Esporte