PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Árbitro de Corinthians e Always Ready já teve a sua nacionalidade questionada

26/05/2022 10h00


O árbitro da Federação Venezuelana de Futebol José Argote é quem apitará o duelo entre Corinthians e Always Ready, da Bolívia, nesta quinta-feira (26), às 21h, pela última rodada da fase de grupos da Libertadores. O profissional, no entanto, tem a sua nacionalidade questionada.

> GALERIA - Veja todos os técnicos estrangeiros do Timão
> TABELA - Veja tabela da Libertadores e simule os próximos jogos

Em 2017, antes da semifinal da Copa Sul-Americana, entre Flamengo e Junior Barranquilla, da Colômbia, o jornalista argentino Marcelo Benini apresentou uma acusação de que o homem do apito era natural de San Juan del César, cidade colombiana, e não em Maracaibo, na Venezuela, onde constava o registro.

A situação gerou polêmica justamente porque Argote apitaria à época o duelo envolvendo um time da Colômbia contra o Fla.

A denúncia através da imprensa argentina teve origem após a atuação de José Argote na arbitragem da vitória por 4 a 2 do time colombiano do Atlético Nacional contra o Huracán, da Argentina, no jogo de volta das oitavas de final da Libertadores de 2016, onde o próprio clube portenho classificou a arbitragem como 'roubo' através de uma hashtag postada pelo perfil oficial. No ano seguinte, a denúncia do nascimento de Argote na Colômbia foi publicada.

A contestação é que há uma confusão. Ele alega que é nascido em Maracaibo, na Venezuela, e foi para San Juan del César para se formar em medicina veterinária, o que fez com que ele tirasse a cidadania colombiana. No entanto, a acusação aponta justamente o contrário.

De toda forma, naquela ocasião José Argote apitou o duelo entre Flamengo e Barranquilla, que teve o clube carioca vencedor. A atuação do árbitro foi tranquila.

Argote tem a chancela da Fifa desde 2015. Naquele mesmo ano ele foi o selecionado pela Federação Venezuelana de Futebol para representar a arbitragem do país na Copa América, tendo apitado uma semifinal, entre Chile e Peru, e sendo o quarto árbitro da decisão entre Argentina e Chile.

No ano passado, José Argote se envolveu em uma polêmica com um clube brasileiro, o Grêmio, nas oitavas de final da Copa Sul-Americana, contra a LDU, do Equador. O profissional assinalou a penalidade que garantiu a virada do clube equatoriano em plena arena gremista, dando a classificação ao time de Quito às quartas de final do torneio continental. A marcação foi questionada de forma severa à época pelo técnico Luis Felipe Scolari, e o atacante Alisson.

Será a primeira vez que José Argote apita um jogo do Corinthians pela Libertadores, mas o profissional já trabalhou em outros dois jogos do Timão, ambos pela Sul-Americana.

Em 2019, o colombiano/venezuelano foi o responsável pelo apito na vitória do Timão por 2 a 0 sobre o Montevideo Wandereres, do Uruguai, na Neo Química Arena, pelo jogo de ida das oitavas de final da competição, já no ano passado comandou a arbitragem na goleada corintiana por 4 a 0 sobre o River Plate do Paraguai, ainda na fase de grupos do campeonato.

Futebol