PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ex-São Paulo, Marquinhos Cipriano lidera projeto de inclusão de jovens sem acesso ao mundo dos games

01/12/2021 09h50


O atacante Marquinhos Cipriano, que atua pelo Sion, da Suiça, também tem feito a diferença fora de campo. O brasileiro, lidera um projeto de inclusão digital de jovens no mundo dos E-Games. A "guilda -50", que conta com 83 integrantes, tem o objetivo de através do jogo Free Fire, de integrar digitalmente jovens com desejo de entrar para o mundo dos E-Games.

O projeto começou no ano de 2020, e Marquinhos tem a parceria dos amigos de infância. Renaí Viana, o Redondo, Alla, o Freeza, e Victor, o Zeus. Para o atleta, que pertence ao Shakhtar Donetsk e está emprestado no futebol suíço, o incentivo é duplo: ao esporte e também à inclusão digital. São realizados sorteio de celulares, códigos e outras ações internas no game.

- A gente sabe a dificuldade que é crescer sem tanta acesso às tecnologias e o crescimento dos E-games traz essa possibilidade da gente conseguir chegar nessa integração. Eu gosto muito de jogar, me divirto, e vejo como uma porta para os jovens criarem habilidade e até terem uma carreira dentro da cena. Acho que é possível - disse, completando:

- Nós temos esse acesso. Sempre estamos sorteando diamantes e códigos, dentro do jogo, além do próprio celular. Acho que faz parte da evolução. E não deixa de ser um esporte praticado por esses jovens. É uma situação dupla: incluímos digitalmente e também estimulamos o esporte. É uma satisfação poder ter um projeto como esse - afirmou.

Futebol