PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Diniz afirma não ter medo de demissão do São Paulo: 'Me sinto apoiado'

21/01/2021 01h13

O São paulo foi goleado pelo Internacional por 5 a 1 no Morumbi e perdeu a liderança do Campeonato Brasileiro. Sem vencer há três partidas, o técnico Fernando Diniz vê seu cargo ameaçado pelos maus resultados.

Tem joias do São Paulo: veja 20 jovens que estão brilhando no Brasileirão e seu valor de mercado

Em entrevista coletiva, ele respondeu sobre essa pressão no comando e avaliou o seu trabalho na frente do Tricolor.

SIMULE OS PRÓXIMOS JOGOS DO SÃO PAULO NO BRASILEIRÃO

- Já respondi muitas vezes essa pergunta em momentos de pressão. Não tenho medo de perder emprego, eu amo meu trabalho, trabalho com toda dedicação para conquistar título aqui no São Paulo. Quem trabalha com devoção, não trabalha pensando em segurar emprego - afirmou Diniz.

O comandante são-paulino também disse que se sente apoiado pela diretoria atual, chefiada pelo presidente Julio Casares e que tem Muricy Ramalho como coordenador de futebol.

- Eu sempre me senti apoiado aqui, pela diretoria que saiu e por essa que entrou. Se eu carrego algum tipo de culpa e responsabilidade, a maior responsabilidade é minha. A maior responsabilidade por uma derrota como essa, pela queda, é minha - finalizou Diniz.

Com a derrota, o São Paulo agora é o vice-líder do Brasileirão com 57 pontos, dois a menos que o Internacional, novo líder da competição. O Tricolor volta a campo no próximo sábado (23), às 19h, contra o Coritiba, novamente no Morumbi, pelo Brasileirão.

Futebol