PUBLICIDADE
Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Cássio revela ter sido um dos atletas que testaram positivo para covid-19

Cássio em ação no treino do Corinthians no CT Joaquim Grava - Rodrigo Coca/Divulgação
Cássio em ação no treino do Corinthians no CT Joaquim Grava Imagem: Rodrigo Coca/Divulgação

09/07/2020 13h51

Em entrevista coletiva virtual, nesta quinta-feira, no CT Joaquim Grava, o goleiro Cássio admitiu que foi um dos oito jogadores do Corinthians que foram diagnosticados com coronavírus nos primeiros testes desta retomada. O ídolo afirmou que ele e sua família estiveram assintomáticos, e todos estão bem. Além disso, destacou que o retorno neste momento é um risco a se correr.

Questionado sobre a volta do Paulistão, marcada para o dia 22 de julho, Cássio disse não saber se este seria o momento certo ou não e revelou que foi um dos atletas infectados pela covid-19 durante o período de isolamento.

"Lógico que a gente está vendo que pessoas têm problemas por conta da pandemia, muitas acabam perdendo a vida. Eu peguei o corona, minha esposa, minha filha, pessoas da minha casa. Nenhuma teve sintomas, todas se recuperaram. O clube tem tomado precauções de treino, em orientar jogadores fora do CT. Creio que aqui nós estamos seguros nessa situação de infecção ou de passar para outras pessoas. Mas a gente tem que ver o lado do clube. Todos os clubes do Brasil estão passando por dificuldades por não ter jogo, receitas. Estamos há três meses parados", comentou antes de completar:

"Com segurança, pelo que tenho visto no Corinthians, o departamento médico tem nos passado um protocolo que nos dá muita segurança. Uma hora a gente vai ter que começar, não sei falar se é exatamente essa hora, o momento, mas tivemos um tempo bom. Os clubes paulistas se organizaram para voltar juntos, ninguém está sendo beneficiado. Pode ser que precisasse de mais tempo, mas todos estão no mesmo nível e terão dificuldades, como nós, na volta."

Cássio também contou como recebeu a informação de que estava com coronavírus e explicou como a doença esteve presente em sua casa, além de se dizer confuso sobre de que forma ela se manifesta ou não. O goleiro também falou que continuou treinando mesmo após receber o diagnóstico.

"Na verdade, quando aconteceu, eu fiquei um pouco surpreso. Quando descobri que eu estava com o vírus, minha filha e minha esposa já estavam imunes. A babá que cuida da minha filha já estava imune. Eu e uma pessoa que trabalha na minha casa estávamos com vírus. Eu não tive nenhum sintoma. Confesso que fiquei mais surpreso e um pouco chateado, porque gostaria de voltar aos treinos e fiquei uns dias a mais (em casa). Fizemos alguns treinos online para não ficar tão distante. É difícil. Infelizmente, pegamos, mas não tivemos problemas. Outras pessoas pegaram e até faleceram. É difícil descrever. O Mauro (Boselli) não é o primeiro caso que fala que não pegou e os familiares pegaram. Já ouvi histórias de pessoas que estavam na mesma cama e acabaram não pegando", argumentou.

Por conta de ainda se conhecer pouco da doença, Cássio acredita que todos os procedimentos são arriscados, inclusive a volta dos treinos e dos campeonatos, mas como se trata do trabalho dos jogadores, é um risco a se correr enquanto não for lançada uma vacina. Mesmo assim, ele não se sente uma cobaia.

"Na Europa aconteceu muito, vi casos de jogadores que pegaram, foram afastados e depois que se recuperaram foram reintegrados. É um risco, não adianta. Infelizmente, tem um risco. Até não ser controlado esse vírus, achar uma vacina ou um medicamento, a gente está no risco de pegar e acontecer alguma coisa. Infelizmente, é um risco que a gente vai correr, não sei até quando", disse antes de completar:

"Não vejo como cobaia, porque é nosso trabalho. Aqui no Corinthians eles são muito cautelosos. O doutor é chato, está sempre cobrando, nos falando para manter o protocolo. Falo por mim: me sinto muito seguro aqui. Você mede a sua temperatura, faz tudo programado. Não vejo como cobaia, até porque outras atividades estão voltando", concluiu.

Enquanto o Campeonato Paulista volta no dia 22 de julho, a CBF anunciou que o Brasileirão voltará no dia 9 de agosto e será estendido até o mês de fevereiro de 2021, como todos os protocolos de saúde indicados pelas autoridades. O Corinthians retomou suas atividades há pouco mais de duas semanas e se prepara para enfrentar o Palmeiras, na Arena, para o reinício do estadual.

Corinthians