PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras diz que mais um jogador tem covid-19 na retomada dos treinos

Vanderlei Luxemburgo e Maurício Galiotte acompanham treino do Palmeiras - Cesar Greco/Palmeiras
Vanderlei Luxemburgo e Maurício Galiotte acompanham treino do Palmeiras Imagem: Cesar Greco/Palmeiras

01/07/2020 14h25

No dia da retomada das atividades com bola na Academia de Futebol, o Palmeiras anunciou mais um caso de contaminação por coronavírus no elenco. O nome do jogador é mantido sob sigilo, mas ele está afastado desde o resultado encontrado em testes realizados na segunda-feira. Outros dois funcionários do clube também estão com a doença.

É o quinto caso entre os 30 atletas do plantel e, como todos os outros, não apresenta sintomas da doença. Exames realizados há duas semanas apontaram que outros três também tiveram a COVID-19, mas já estavam recuperados. Um jogador, contudo, não participou das avaliações físicas da semana passada por estar contaminado, mas se recuperou e tem trabalhado no centro de treinamento desde segunda-feira.

O Palmeiras já realizou cinco baterias de testes para detecção de coronavírus em seus funcionários desde 18 de junho. Alguns ainda passaram por mais um exame, no domingo, porque estiveram presentes em festa de aniversário dada por Felipe Melo, em sua casa, na sexta-feira - todos deram negativo.

O clube mantém a estratégia de não revelar os contaminados. Como já faz desde a semana passada, não divulgará as imagens de todos os jogadores presentes nas atividades na Academia de Futebol, para que não se desconfie de quem está ausente. Os primeiros testes também indicaram que um funcionário do clube, que não faz parte do elenco, teve a COVID-19 antes da reapresentação, mas se recuperou. Agora, outros dois estão afastados.

Todas as atividades na Academia de Futebol estão acontecendo sob rígido protocolo de segurança, com a orientação de que os funcionários andem sozinhos em seus veículos e não façam paradas entre o centro de treinamento e suas casas. Até por isso, Felipe Melo levou uma bronca (mas não foi multado) e todos foram orientados novamente da necessidade de isolamento social.

Todos no centro de treinamento devem usar máscaras, com exceção dos jogadores no momento em que treinam. A ordem foi mantida nos trabalhos com bola desta segunda-feira, inclusive com a medição de temperatura e um questionário a respeito de sintomas para cada um. Eles seguem chegando uniformizados, com estações individuais de descanso e hidratação e materiais de suplementação, hidratação e refeição pós-treino em bolsas individuais.

Ainda para minimizar o risco de contágio, o elenco foi dividido em dois grupos para realizar a mesma atividade, mas em horários distintos. Nesta manhã, acompanhado de perto pelo técnico Vanderlei Luxemburgo (que passou por cirurgia na vesícula há seis dias), ocorreram trabalhos de passe, ultrapassagem, posse de bola, raciocínio e finalização sob o comando do auxiliar Maurício Copertino. É o que será feito por outro grupo, à tarde.

A manhã ainda teve trabalhos específicos para goleiros. Weverton, Jaílson e Vinicius, Mateus Oliveira, goleiro do time sub-20 do clube, trabalharam com bola com os preparadores da posição. Na semana passada, ainda sem bola, eles já faziam avaliações físicas separados dos jogadores de linha.

Palmeiras