Topo

Futebol


Lateral do Palmeiras contesta súmula de briga no sub-17 e dá sua versão

21/11/2019 17h43

O árbitro Thiago Lourenço de Mattos relatou na súmula da final do Campeonato Paulista sub-17 uma agressão de Gustavo Garcia, do Palmeiras, em Patryck, jogador do São Paulo. No texto, o juiz diz que o jogador alviverde bateu no rival mesmo caído, mas Garcia negou a versão documentada sobre a briga generalizada no Pacaembu.

"Após a partida, houve uma confusão entre os atletas. No entanto, para a minha surpresa, o árbitro relatou o meu nome na súmula como sendo um dos principais envolvidos, dizendo, inclusive, que eu teria agredido o atleta Patryck Lanza, do São Paulo. Gostaria de deixar claro que não fiz o que foi relatado no documento", diz Garcia, em vídeo publicado no Instagram.

"Patryck é um amigo que fiz no futebol, inclusive dividimos quarto durante a conquista do Mundial sub-17, consumada no último domingo, e temos ótima relação. Após ler o relato do árbitro, fiz questão de entrar em contato com o meu amigo Patryck, que garantiu estar ciente de que a súmula estava incorreta. Quero pedir desculpas ao torcedor palmeirense pela derrota na final e, principalmente, a todos os envolvidos na confusão. Não há espaço no esporte para esse tipo de coisa e estamos todos arrependidos dos acontecimentos", acrescentou.

O Verdão venceu a partida no Pacaembu por 4 a 2, mas foi derrotado nas penalidades. Durante o jogo, o clima entre os rivais já era tenso, mas o estopim foi a comemoração dos tricolores próximo da torcida - o mando era do Palmeiras. O São Paulo informou que atletas saíram machucados do embate.

Na súmula, os únicos atletas penalizados foram Gustavo Garcia e Vanderlan, ambos do Palmeiras. No caso do lateral, o árbitro relatou que o expulsou porque ele correu em direção de Patryck, "atingindo-o com socos e pontapés". Acrescentou que "o atleta atingindo ao tentar correr das agressões, caiu-se ao solo, onde em ato contínuo, juntamente com mais atletas e pessoas uniformizadas com a camisa S.E. Palmeiras que não foi possível identificar (sic), continuou-se as agressões contra este jogador".

Futebol