Topo

Recorde e 6%: o foco do Palmeiras contra a Chapecoense no Allianz

DIEGO VARA/REUTERS
Imagem: DIEGO VARA/REUTERS

16/10/2019 08h00

O Palmeiras teve menos de 20 mil pagantes em seu último jogo, quando venceu o Botafogo por 1 a 0, no Pacaembu, no sábado, e a última parcial divulgada para esta quarta-feira é de 19 mil ingressos vendidos. Porém, há motivação para o torcedor estar no Allianz Parque diante da Chapecoense, lanterna do Campeonato Brasileiro, às 21h. E envolve não apenas a luta pelo título, na qual tem 6% de chances, mas um recorde a ser estabelecido.

No fim de semana, o Verdão alcançou 27 partidas consecutivas como mandante sem perder no Brasileiro - a última derrota foi em 26 de maio de 2018, 3 a 2 para o Sport, no Allianz Parque, com Roger Machado como técnico. Assim, foi igualada a maior marca do clube na competição, estabelecida entre 1985 e 1987. Se não perder nesta noite, haverá um novo recorde.

A força em casa fica clara por provar que o time vai além de não ser vencido: nessa sequência invicta, são 23 vitórias e quatro empates. Três desses tropeços ocorreram na campanha deste ano, nos 1 a 1 diante de Vasco e Atlético-MG e no 2 a 2 ao enfrentar o Bahia, além de outra igualdade por 1 a 1 ante o Flamengo, em 2018 - essas quatro partidas ocorreram no Allianz Parque.

No estádio, a busca é pela 20ª partida consecutiva sem ser batido. A última derrota foi em 2 de fevereiro, 1 a 0 para o Corinthians, na primeira fase do Paulista. De lá para cá, 19 jogos por Paulista, Libertadores, Copa do Brasil e Brasileiro, com 14 vitórias e cinco empates (34 gols feitos e seis sofridos) - o recorde no Allianz é de 28 jogos (21 vitórias e sete empates), entre 2016 e 2017, e no Palestra Itália, 68 partidas (44 vitórias e 24 empates), de 1986 a 1990.

Mais do que continuar invicto em casa, a cobrança é por vitória. O Palmeiras acumula 50 pontos, mais do que o triplo dos 16 acumulados pela Chapecoense nas 25 rodadas iniciais do Brasileiro. Além disso, somar três pontos é o caminho para o Verdão ainda sustentar uma fé no título, no qual o clube tem 6% de chances, de acordo com o site Infobola, do matemático Tristão Garcia.

O Flamengo lidera com oito pontos de vantagem e entra em campo mais cedo, às 20h desta quarta-feira, visitando o Fortaleza (15º colocado, a três pontos da zona de rebaixamento), no Castelão. Seja qual for o resultado, o objetivo palmeirense é vencer, já que qualquer tropeço, ainda mais em casa, contra o último colocado, complicaria ainda mais a difícil missão de ser campeão.

Palmeiras