Topo

Esporte


Após eliminação, diretor reclama de "má vontade" com o Palmeiras na Copinha

16/01/2019 07h31

Eliminado nas oitavas de final da Copa São Paulo, o Palmeiras considera ter sido tratado com "má vontade" por quem comanda o evento, organizado pela Federação Paulista de Futebol (FPF). Depois da derrota por 2 a 1 para o Figueirense, o coordenador geral das categorias de base do clube, João Paulo Sampaio, listou os problemas que o clube teve de lidar durante a competição.

"Saímos com o sentimento de dever cumprido pela entrega no campo. Mas não com o sentimento de que fomos bem tratados. A gente merecia um campo melhor. Pedimos um campo melhor no domingo, queríamos ir para Barueri e nos disseram não. Mas o Corinthians pôde? Hoje, o segundo gol foi legítimo. Muita má vontade. O torcedor do Palmeiras tem que ficar bem atento ao que vai acontecer. Não quero privilégio nenhum, mas vimos na competição toda a má vontade, na dúvida era para o adversário", criticou.

"O Palmeiras teve de ficar um mês tratando do campo (o time ficou durante toda a competição em Capivari, campo castigado pelas chuvas), o pior da competição. Quando pedi (para trocar), me deram o campo do meu adversário, que também não estava bom. Barueri? No domingo de manhã? Não pode. Mas ontem deu (o estádio) ao Corinthians na mesma fase. Torcedor do Palmeiras tem de ficar atento. O que aconteceu na Copa São Paulo não é normal. Não vou tirar o mérito dos meus atletas, porque se entregaram, o time não estava encaixado, com vários desfalques. Ótimo. Mas não vamos aceitar perder para outros setores, temos de perder para os adversários", acrescentou.

Depois de lidar com o gramado ruim durante toda a primeira fase, o Palmeiras tentou mudar de sede no mata-mata para Barueri. A Federação Paulista negou e ofereceu o estádio em que vinham jogando os adversários, Santa Bárbara D'Oeste contra o Vitória, e Jaguariúna contra o Figueirense. Por ser a "casa" dos rivais, e nenhum dos campos ter condições tão melhores, o Palmeiras recusou as ofertas, mas incomodou-se ao saber que o Corinthians conseguiu trocar Itu por Barueri a partir das oitavas de final.

Além disso, houve a reclamação por erros de arbitragem. O principal deles no jogo da eliminação, pois Léo Passos empatou o jogo nos acréscimos, em condição legal, e o lance foi anulado incorretamente.

"Teve o gol de Esteves contra o XV (de Piracicaba) e o gol contra o Capivariano, dois gols mal anulados. Hoje o gol de empate mal anulado. Não temos um campo de qualidade a competição toda. Eu dei alternativa e não aceitaram, mandaram para a casa do adversário, sendo que eu era o primeiro colocado? Contra fatos não há argumentos", encerrou o dirigente.

Campeão brasileiro sub-20 no ano passado, o Palmeiras não pôde contar com sete jogadores importantes na campanha. Todos foram convocados para o Sul-Americano sub-20: o zagueiro Vitão, o lateral-esquerdo Luan Cândido, os meio-campistas Gabriel Menino, Gabriel Furtado e o atacante Papagaio, além do atacante Aníbal, convocado pela Seleção Paraguaia. Há ainda o meia Alan, que estava convocado e foi cortado por lesão. O clube nunca venceu a Copinha.

Esporte