PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Santos começa segunda fase de projeto com empresa para estruturar o clube

Jorge Sampaoli comandará o Santos na temporada de 2019 - Miguel Schincariol/AFP
Jorge Sampaoli comandará o Santos na temporada de 2019 Imagem: Miguel Schincariol/AFP

22/12/2018 10h52

O Santos deu início a segunda etapa do trabalho feito em conjunto com a EY, empresa do ramo de estratégia e planejamento. O primeiro passo da agência foi fazer um diagnóstico do clube, algo passado à cúpula santista há cerca de 15 dias. Já em reunião no começo desta semana, em São Paulo, foi dado o segundo passo para começar a nova fase do projeto: a de desenvolvimento estratégico.

No projeto, está não só o presidente José Carlos Peres, mas também o Comitê de Gestão, o executivo de comunicação e marketing Marcelo Frazão e outros dois executivos do clube, Rodrigo Gama, do jurídico, e Fernando Volpato, do administrativo. O objetivo é profissionalizar o clube em todos os setores, chegando até o futebol profissional, obviamente o setor de maior demanda do clube são os assuntos relacionados ao time principal. Essa profissionalização foi uma das promessas de campanha do atual presidente José Carlos Peres.

"O trabalho que estamos fazendo no Santos é a quatro mãos. Fizemos um desenho projetando a longo e médio prazo onde o clube quer chegar. Antes do planejamento estratégico, fizemos um diagnóstico, que é como ser tirássemos uma foto do clube. Assim, pudemos entender os pontos fortes, fracos, posicionamento para só então entender onde o clube quer chegar, quais metas quer atingir e quais são os melhores caminhos para elas", ponderou Pedro Daniel, líder de esportes da EY no Brasil, ao Lance!.

A partir do desenvolvimento estratégico, começa a caminhada para a profissionalização: incluindo a execução dos processos, a definição de quais são os projetos prioritários, e plano de ação, seguido de melhorias práticas e das metas a serem atingidas. Para Pedro, chegar até aqui já mostra uma evolução interna do Alvinegro.

"É preciso dizer que essa mentalidade do clube em pensar em como pode se desenvolver e organizar nos deixa otimistas. É preciso saber onde quer chegar. Gerar credibilidade no mercado, aumentar as receitas e, passo a passo, colher os frutos", completou.

A empresa funciona como uma espécie de assessoria para o clube nesse sentido, prestando o serviço de consultoria, com orientações práticas para que as melhoras aconteçam a curto, médio e longo prazo. Internamente, tal ação é vista como um grande passo para colocar o clube nos eixos. Flamengo e Grêmio já passaram pro tal processo.

Ex-presidente do Flamengo, inclusive, Eduardo Bandeira de Mello norteou toda a restruturação do Rubro-Negro feita em sua gestão, desde 2013, com a ajuda da empresa de estratégia e planejamento. No Grêmio, o trabalho foi parecido. Recém-eleito, em janeiro deste ano, Peres prometeu fazer uma gestão austera, com cortes de gastos e busca constante por patrocínios.

Esporte