PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Beijing Guoan busca fim de tabu na decisão da Copa da China

23/11/2018 15h11

Um dos times mais tradicionais da China está com o grito de campeão entalado na garganta desde 2009, ano em que conquistou o título chinês. Neste domingo, porém, a partir das 9h35 (horário de Brasília), o Beijing Guoan, liderado pelo meia Renato Augusto, tem a chance de mudar essa história. Em cena, o primeiro jogo da decisão da Copa da China, contra o Shandong Luneng, dos também brasileiros Gil, Diego Tardelli e Róger Guedes.

O campeão do torneio tem lugar garantido na Liga dos Campeões da Ásia. Mas, como o Shandong terminou em terceiro lugar no Campeonato Chinês e já tem uma vaga assegurada, automaticamente o Beijing já entra na final com a sua também. O detalhe, que acirra ainda mais a disputa, é que o campeão segue direto para a fase de grupos da principal competição asiática de clubes, com o vice tendo que passar ainda pelos playoffs.

- O bom ano que a gente fez, liderando boa parte do Campeonato Chinês, e essa classificação para a Champions da Ásia nos dão mais tranquilidade para essa decisão. O Beijing é um clube muito grande, mas já não é campeão há algum tempo. Assim, esse título passa a ser de extrema importância. Nosso torcedor vive uma expectativa enorme aqui e faremos de tudo para já largar com um bom resultado nesse primeiro jogo, dentro do nosso estádio - disse.

Renato, que retornou essa semana para a China depois de servir a Seleção Brasileira nos amistosos contra Uruguai e Camarões, tem dez gols e 14 assistências pelo Beijing na temporada 2018. É o ídolo da fanática torcida da capital e cérebro da equipe. Na Copa da China, comanda o time numa campanha quase impecável, com cinco vitórias e uma derrota. Na semifinal, desbancou o Guangzhou R&F, com goleadas de 5 a 1 e 3 a 0.

Esporte