PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Tite fala sobre desafios no 'bom espetáculo' entre Brasil e Camarões

20/11/2018 21h10

A sensação de que a Seleção Brasileira passou por um teste de alto nível marcou Tite. Em entrevista coletiva após a vitória por 1 a 0 sobre Camarões, nesta terça-feira, o técnico destacou a força da equipe africana e explicou qual foi sua atitude para a equipe se impor no MK Stadium:

- Até parabenizei o Seedorf (técnico de Camarões). O jogo foi para quem procura um futebol bem jogado, não tivemos uma bola quebrada. Não estou falando o que é pior ou melhor, mas o jogo foi de um futebol plasticamente mais bonito. Nós botamos pressão, criando um grande volume de oportunidades. Mas não pudemos concluí-las ou transformá-las em gol. Enfim, foi um espetáculo bom de assistir.

O treinador apontou quais avaliações pôde fazer para sua sequência de trabalho na Seleção Brasileira:

- Pude dar oportunidades aos atletas que estão surgindo bem ou na Europa ou no Brasil. Isso trouxe um benefício muito grande para compor e manter a estrutura básica da equipe.

Tite ressaltou que falou para Dedé e Rafinha que não os levaria a campo na partida:

- Eu me desculpei com o Dedé e com o Rafinha. Por quê? O jogo se apresentou de uma tal forma que, com 15 minutos do segundo tempo, a gente não conseguia o segundo gol. Aí eu coloco o Dedé ou o Rafinha, isso não é dar oportunidade. Porque ele vai errar, e aí eu queimo o cara. Ele vai pensar: "Se eu errar aqui, vai cair no meu colo". Então algumas situações a gente tem que reconduzir.

Esporte