PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Sem criatividade, Seleção sub-20 empata com Colômbia em amistoso

20/11/2018 23h04

A Seleção Brasileira sub-20 não mostrou àquela alegria nas pernas em jogo de preparação para o Sul-Americano. Nesta terça-feira, em amistoso, no Estádio Olímpico, em Goiânia, a equipe comandada por Carlos Amadeu não teve organização, viu a Colômbia melhor na maior parte da partida e no fim buscou o empate por 2 a 2 na raça. Os gols da Amarelinha foram marcados por Lincoln e Mathues Cunha. Do outro lado, Angulo e Tolosa.

Agora, as seleções voltam a se enfrentar em janeiro, pelo Sul-Americano, que vale vaga para Copa do Mundo Sub-20, que acontecerá na Polônia.

Sob forte chuva

A chuva não deu trégua um momento em Goiânia. Mas mesmo assim, o Brasil iniciou chamando a partida para si. No primeiro e bom ataque brasileiro, Linconl tentou limpar para a finalização, mas foi desarmado pela defesa colombiana.

Ânimos exaltados

Mesmo em amistoso, as Seleções mostraram raça e vontade para garantir a vitória. Com isso, Vinicius Júnior e Palacios se estranharam, e árbitro teve que conter os dois jogadores. Em seguida, Halter faz lambança na defesa, rebate mal, e Goez solta uma bomba de fora da área. A bola tira tinta da trave!

Tá de brincadeira!

Em bola cruzada da direita, o atacante Lincoln, do Flamengo, dominou no peito, ganhou na marcação, deu um chapéu no goleiro. O zagueiro colombiano ainda furou e o jovem somente empurrou para o fundo das redes para abrir o placar.

Ih, rapaz!

O maior destaque da Colômbia foi Iván Angulo. O jogador já tinha tido oportunidades de gols e de tanto tentar a bola entrou. Aos 43 minutos, passou por três marcadores, driblou o goleiro e empatou o duelo.

Apagão brasileiro

Na volta para a segunda etapa, o Brasil retornou, mas sem o mesmo ímpeto do primeiro tempo, mesmo tendo oportunidades para balançar as redes. A Colômbia chegou com mais perigo e explorou os contra-ataques. Com isso, a virada foi acontecer aos 18 minutos, com Tolosa, que recebeu do camisa 7 Angulo.

Sem criatividade

Depois de sofrer o gol, a equipe brasileira tentou aos trancos e barrancos, sem jogadas construídas e desarrumado para chegar ao gol colombiano. Os adversários, por sua vez, aplicaram uma estratégia de jogo bem definida e soube administrar a vitória.

No último suspiro!

Mesmo sem organização, a Seleção Brasileira Sub-20 chegou ao gol de empate no fim da disputa. Aos 44 minutos, Matheus Cunha cabeceou e contou com a colaboração do goleiro para deixar tudo igual em Goiânia.

Esporte