PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Paraguaio do Corinthians se espelha em Romero, mas sonha com Real Madrid

Sérgio Díaz se prepara em vestiário da Arena Corinthians - Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians
Sérgio Díaz se prepara em vestiário da Arena Corinthians Imagem: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

31/10/2018 15h35

A má fase do Corinthians, que ainda luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, contrasta com o momento do atacante paraguaio Sérgio Díaz, de 20 anos. Após passar nove meses sem jogar por conta de uma cirurgia no joelho, ele voltou a iniciar uma partida no último sábado, na vitória por 2 a 1 sobre o Bahia, na Arena. Um feito muito comemorado pelo jogador, que agora espera seguir os passos de outro paraguaio do elenco, o atacante Romero.

Contratado em 2015, Romero conquistou quatro títulos com a camisa do Corinthians e tornou-se o jogador estrangeiro com maior número de partidas na história do clube: 217 jogos, 38 gols. O camisa 11 tem ajudado o compatriota a se adaptar ao Timão e agora serve de espelho.

"Ele me contou que foi não tão bem no começo, não tinha muitos minutos, não jogava, mas era sempre dedicado, treinando, tudo. O bom é que ele disse que se treina super bem, sempre, para agarrar a oportunidade. E eu quero ser um ídolo como ele no Corinthians. É o que quero sempre, treinar bem e estar sempre preparado", disse Díaz, em entrevista coletiva.

O atacante, porém, terá de correr contra o tempo ou mudar os planos. É que ele está emprestado até o fim do ano que vem pelo Real Madrid, da Espanha, que o contratou e o colocou antes no time B. O paraguaio chegou a trabalhar com Hernán Solari, anunciado como treinador após a saída de Julen Lopetegui. Díaz, aliás, deixou claro nesta quarta-feira que seu objetivo principal é voltar ao Real.

"Tenho que tentar jogar o máximo de minutos que posso, me adaptar aqui ao povo brasileiro, jogar com tudo para voltar à Europa e ao Real Madrid, que é o meu sonho", declarou.

Para a próxima partida, no domingo, contra o Botafogo, também pelo Brasileirão, o técnico Jair Ventura ainda não esmiuçou o time, mas Díaz deve brigar por uma vaga no ataque. O Corinthians terá os retornos de Clayson e Roger, que cumpriram suspensão, e ainda pode ter Jadson, que se recupera de um edema na panturrilha.

Esporte