PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Presidente do Goiás afirma que problemas internos são 'fake news'

30/10/2018 18h19

Após perder os dois últimos jogos da Série B, houve boatos que o Goiás estaria com problemas internos. Depois de muitas análises e discussões, o presidente do Esmeraldino, Marcelo Almeida fez questão de confirmar que não qualquer empecilho dentro do time goiano.

- Infelizmente, as "fake news" não estão restritas ao ambiente político. Muitos boatos têm sido veiculados sobre o Goiás nos últimos dias, por isso tomamos a liberdade de falar diretamente a vocês - em trecho da nota.

Além disso, o presidente do Goiás disse que renovações de contrato só poderão ser discutidas depois que a situação do clube para o ano que vem estiver definida - um possível acesso aumentaria consideravelmente o orçamento para 2019.

Marcelo Almeida ainda destacou o trabalho realizado pelo técnico Ney Franco, que pegou o Goiás em uma situação delicada e conseguiu uma incrível reação nas últimas rodadas.

NOTA NA ÍNTEGRA!

Infelizmente, as "fake news" não estão restritas ao ambiente político. Muitos boatos têm sido veiculados sobre o Goiás nos últimos dias, por isso tomamos a liberdade de falar diretamente a vocês, com o propósito de fazer alguns esclarecimentos e fornecer as informações, que entendemos serem pertinentes para o momento, eliminando assim, qualquer tipo de especulação.

1? No Goiás tudo é tratado com muita seriedade e respeito. Nenhuma decisão é tomada de maneira leviana e muito menos unilateral. A premiação do elenco pelo acesso à Série A foi definida já há algum tempo de comum acordo entre diretoria e atletas. Em momento algum, houve tentativa de renegociação de valores. Este é um assunto resolvido dentro do clube.

2? A situação do Goiás na Série B não é de tranquilidade, mas também não é de desespero. Temos um campeonato de 5 jogos pela frente, e, todos os atletas sabem que qualquer negociação de contrato só pode ser feita após definirmos claramente nossa situação dentro deste campeonato, pois, somente assim saberemos qual nosso calendário e, principalmente, qual nosso orçamento para 2019.

3? O Estádio Serra Dourada não está esquecido, mas, não há tempo hábil para nenhum tipo de mudança para o jogo do dia 05/11, contra o Sampaio Corrêa, que está mantido para o Estádio Olímpico. Não descartamos a possibilidade de jogarmos a última partida do ano no maior palco do futebol goiano.

4? As cobranças, ao grupo ou individuais, são feitas internamente. Se uma peça do esquema não vai bem, há uma sobrecarga nos demais, por isso, pedimos apoio nesta reta final a todos os atletas do elenco.

5? Foi Ney Franco e sua nova comissão técnica que assumiram o Goiás em meio a uma turbulência e conseguiram uma avassaladora reação e, com certeza, nos conduzirão ao objetivo maior.

O momento é de concentração, trabalho, foco e mobilização de todos que querem ver o Goiás de volta à elite do futebol brasileiro.

Um forte abraço esmeraldino a todos.

Marcelo Almeida

Esporte