PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Em falta? El Clásico terá apenas dois craques brasileiros entre os titulares

27/10/2018 08h00

Neste domingo, Barcelona e Real Madrid se enfrentam pela décima rodada do Campeonato Espanhol e como é de praxe em sua longa história, os brasileiros estarão presentes. Entretanto, se comparado aos grandes jogos nos últimos anos, a presença dos brasucas nos times titulares está reduzida.

A princípio, apenas Phillippe Coutinho, pelo lado do Barcelona, e Casemiro, pelo lado do Real Madrid, estão confirmados para iniciar a partida. Rafinha, após marcar um gol pela Champions, pode aparecer no time titular substituindo ninguém menos do que Lionel Messi, lesionado.

Arthur também pode ser uma surpresa caso Ernesto Valverde queira colocar o brasileiro para começar a partida, assim como Marcelo, pelo lado do Real Madrid. O lateral sofreu uma lesão em partida da Liga dos Campeões nesta semana e é dúvida para o clássico. Vinícius Junior e Malcom, dois jovens contratados a peso de ouro pelas equipes não deverão ser relacionados para o jogo.

Mas durante a rica história do maior clássico do futebol espanhol, os craques brasileiros tinham forte presença dentro de campo. Principalmente no fim da década de 90 e nos anos 2000. Relembre!

ANOS 90

Do meio para o final dos anos 90, o Barcelona teve craques como Giovanni, Ronaldo e Rivaldo, enquanto o Real Madrid teve nomes como Roberto Carlos, Zé Roberto e Sávio.

Durante este período, grandes jogos foram feitos pelos grandes rivais, especialmente um pela Copa do Rei, em 1997, contou com Giovanni e Rivaldo marcando gols decisivos e dando a classificação para o time catalão por 3 a 2. Mesmo resultado do jogo do Campeonato Espanhol do mesmo ano, onde de novo Giovanni e Rivaldo foram os destaques com um gol cada.

ANOS 2000

Já a partir de 2002, tivemos Ronaldo mudando de lado no 'El Clasico' e vestindo a camisa do time merengue, se juntando ao companheiro de Seleção Brasileira, Roberto Carlos. O Barcelona não ficou atrás e trouxe nada menos do que Ronaldinho para nivelar a disputa pelo topo, e foi o que aconteceu. A partir dos shows que R10 dava dentro de campo, o 'El Clasico' tomou uma proporção gigante e fez com que fosse o jogo mais esperado da temporada do futebol europeu como um todo.

Durante a primeira década do século, além de Ronaldinho, o time blaugrana contou com grandes talentos brasileiros como Sylvinho, Belletti, Edmilson, Dani Alves, Maxwell. Enquanto o Real Madrid pode contar Cicinho, Julio Baptista, Robinho, Marcelo, Emerson, Kaká.

2010 PARA FRENTE

?Com o legado deixado pelos Ronaldos de ambos os times, o 'El Clasico' continuou com sua grandeza com toques de futebol verde e amarelo. Neymar desfilou seu futebol pelos gramados espanhóis e nos grandes embates entre os rivais antes de se transferir para o Paris Saint-Germain. Contemporâneos do camisa 10 da Seleção, Marcelo e Casemiro são os jogadores do lado do Real que representam bem as cores do Brasil e que são presenças praticamente cativas no jogo mais esperado entre as ligas europeias.

Esporte