PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Em clássico com viradas, Figueirense bate o Criciúma e respira na Série B

27/10/2018 18h33

Depois de sequência negativa de resultados, o Figueirense reencontrou a vitória na Série B. Neste sábado, a equipe alvinegra venceu o clássico diante do Criciúma por 3 a 2, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Elton, Renan Mota e Henrique Trevisan para o Figueira. Do lado do Tigre, Alex Maranhão balançou duas vezes. Com o resultado, Rogério Micale conseguiu seus primeiros três pontos na competição.

Na tabela de classificação, o Figueirense subiu para 11ª posição, com 44 pontos e encerrou jejum de oito partidas. Enquanto o Criciúma na 14ª posição, com 41 pontos somados e soma três rodadas sem vencer.

QUE PRIMEIRO TEMPO NO ORLANDO SCARPELLI!

Em menos de dez minutos, as equipes já tinham produzido oportunidades. Elton pelo lado do Figueirense, e Liel para o Criciúma, porém o Alvinegro possuía a posse de bola e rondava a área do Tigre. Com isso, em escanteio cobrado, Zé Antonio cabeceou na trave, e o artilheiro Elton empurrou para o fundo das redes. Logo depois do gol, o Figueira teve outra oportunidade, mas Luiz salvou duas vezes.

O Tigre não se rendeu. No "jeitinho mineiro", pelas beiradas, a equipe achou o gol de empate, com Alex Maranhão. Gabriel Honório fez boa jogada pela esquerda, entra na área e rola para trás, e o meia bateu de primeira, sem muita força, e conta com falha do goleiro Denis para comemorar com os companheiros.

A partida ficou lá e cá. Em resposta rápida, João Paulo cobrou escanteio, Zé Antônio toca de cabeça e Felipe Amorim coloca a bola na trave. Logo em seguida, em contra-ataque, Alex Maranhão foi derrubado na área por Pereira e árbitro marcou penalidade. O autor do primeiro gol do Criciúma bateu e marcou.

Após sofrer a virada, os alvinegros buscaram o empate, com Élton e Felipe Amorim, entretanto, os tricolores se fecharam no setor defensivo para segurar o placar favorável e ir para etapa final com a vantagem.

EMOÇÃO ATÉ O FIM

Na volta do intervalo, o Figueirense fez duas substituições e indicou que ia para cima buscar o empate. Dito e feito. Após muitas chances logo no início, Renan Mota, pela esquerda, aplicou belo chute e bola vai no ângulo do goleiro Luiz. Um golaço no Scarpelli.

Depois de balançar as redes, o Carvoeiro permaneceu com o mesmo estilo de jogo de segurar o placar. O Figueira seguiu com mais posse de bola e no ataque, mas com dificuldades para criar jogadas.

Depois de um primeiro tempo intenso, as equipes sinalizaram cansaço. Com muitos erros de passe e ritmo lento nos 15 minutos finais do clássico catarinense. Mas no último fôlego, com raça, o Figueira balançou as redes. O zagueiro Henrique Trevisan foi para área, conseguiu pegar lançamento e empurrar para o fundo das redes, aos 37 minutos. Ao final da partida, o lateral-esquerdo Iago foi expulso.

PRÓXIMOS DUELOS

Na próxima partida o Figueirense encara o Oeste, às 20h30, na sexta-feira, na Arena Barueri. Na quinta-feira, o Criciúma enfrenta o Goiás, às 19h15, no Heriberto Hulse.

Esporte