PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Valendo a liderança da chave, Borussia Dortmund e Atlético de Madrid se enfrentam pela Champions

23/10/2018 19h00

Em meio a expectativa de uma grande partida pela Liga dos Campeões, tambores rufam para o encontro entre Borussia Dortmund e Atlético de Madrid no Westfalenstadion. Se até aqui estão empatadas no Grupo A, com duas vitórias e seis pontos cada, a situação das equipes pode mudar nesta quarta-feira, às 16h (horário de Brasília), quando se enfrentam em uma dura batalha que vale a liderança da chave.

Neste momento, uma vitória é de grande importância para as duas equipes, pois, quem encerrar a fase de grupos na liderança tem o direito de decidir o confronto das oitavas de final em casa.

Com atuações de destaque nos primeiros confrontos da Liga dos Campeões e a liderança da Bundesliga, o Borussia Dormund recuperou a confiança da torcida, que ainda estava abalada pela mudança de técnico durante a pré-temporada. Ajustada sob comando de Lucien Favre e contando com bom desempenho de Witsel e Denaley no meio-campo, além de Reus e Paco Alcácer em excelente fase, o time ainda não sabe o que é perder nesta temporada.

Em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira, o atacante Reus analisou o adversário e disse que será essencial a equipe alemã manter a calma para aproveitar as chances de gols da partida e fechar a rodada com mais uma vitória.

- O mais importante é ter paciência. O Atlético defende muito bem, fecha os espaços, vamos ter poucas ocasiões de gol e é vital aproveita-las. Nas últimas partidas tivemos oportunidade de marcar. O Atlético é muito forte na defesa e temos que ter paciência - analisou o jogador, que é um dos principais destaques do Borussia.

Apesar do bom momento da equipe alemã, o Atlético de Madrid promete não se intimidar. Dominante nas vitórias por 2 a 1 sobre o Monaco e 3 a 1 sobre o Brugge, nas primeiras rodadas da fase de grupos da Liga dos Campeões, o time espanhol só fica em desvantagem quando é levado em conta o desempenho na La Liga. Na competição em que ocupa o quinto lugar da tabela, o Atlético venceu quatro vezes, mas perdeu uma e empatou outras quatro.

Entretanto, se depender do impulso que o time recebeu nesta terça-feira, com a notícia dos retornos do atacante Diego Costa e do zagueiro Stefan Savic, o número de vitórias tende a aumentar. O brasileiro naturalizado espanhol marcou um gol na vitória a equipe sobre o Monaco e deu passe para um dos gols do triunfo sobre o Brugge, mas está fora de campo desde o 3 de outubro, quando se lesionou contra o time belga.

Já o zagueiro Savic retorna após seis semanas por conta de uma grave lesão muscular acometida durante partida pela seleção de Montenegro, disputada em setembro. Além deles, o time vem contando com Antoine Griezmann como peça fundamental para o Atlético neste início de temporada. Além de se mostrar um grande estrategista para penetrar pela grande área, o atacante já tem quatro gols marcados (dois no Campeonato Espanhol e dois na Liga dos Campeões).

CLUB BRUGGE x MÔNACO

No outro confronto da chave, Brugge e Mônaco se enfrentam às 13h55 (horário de Brasília), no Jan Breydel. A situação das equipes é bem delicada, já que ambas entram na terceira rodada da fase de grupos sem pontos, mas com duas derrotas na conta. Entretanto, quando estão lado a lado na comparação por desempenho, os belgas levam a melhor. Campeão da Supercopa e vice-líder no campeonato nacional, o time tem oito vitórias, dois empates e apenas uma derrota na competição.

Por outro lado, o Mônaco precisa vencer para ganhar confiança na temporada, já que vai mal no campeonato francês, tendo apenas uma vitória em dez jogos disputados, e ocupa a penúltima colocação com o mesmo saldo de pontos do lanterna. Para a partida desta terça-feira, mais um baque: a ausência de Falcao García, que se recupera de uma lesão na coxa. Ciente da dificuldade do compromisso, o técnico Thierry Henry, alertou os jogadores sobre a importância de estarem motivados e determinados a buscar a vitória.

- Não podemos rir da nossa situação, mas é preciso ter alegria, respeito e vontade de trabalhar. Sofremos um pequeno golpe frente ao Estrasburgo, porque perdemos Falcao por lesão. Temos de procurar a vitória e ganhar confiança.

Esporte