PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Flamengo estuda punição ao barrado Diego Alves, que se recusou a viajar

DOUGLAS MAGNO / AFP
Imagem: DOUGLAS MAGNO / AFP

21/10/2018 18h45

Após a recusa de Diego Alves em viajar para Curitiba, o Flamengo avalia punir o atleta e contornar a situação. Em princípio, a direção da Gávea aplicará uma multa ao goleiro, que não concordou com a decisão de Dorival Júnior de manter César como titular e pediu para deixar a relação do jogo contra o Paraná, neste domingo, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Oficialmente, a assessoria do Fla informou que Diego Alves não foi relacionado por questões pessoais. Recuperado da lesão na coxa esquerda que o afastou das últimas três rodadas, o camisa 1 voltou a treinar com o grupo, no Ninho do Urubu, nesta semana. No treino de sábado, a ser informado que seria reserva, o goleiro mostrou-se insatisfeito e tentou argumentar, mas a comissão manteve a decisão. Assim, Diego Alves informou que não viajaria com o grupo.

A decisão do atleta não repercutiu bem entre jogadores, comissão técnica e diretoria, ainda mais por se tratar de um momento decisivo da temporada. Após a chegada de Dorival Júnior, o time "se fechou" para buscar o título do Brasileirão.

A principal preocupação da diretoria é não deixar o fato contaminar o bom ambiente do elenco, mantendo os atletas focados na disputa do campeonato.

Questionado sobre o episódio, Dorival adiou a decisão para segunda-feira.

"Não tem problema. O Diego é um grande profissional. Segunda-feira a gente resolve tudo isso", comentou o treinador, antes da partida contra o Paraná.

Esporte