PUBLICIDADE
Topo

Esporte

V de vitória! Botafogo recebe o Bahia em clima de revanche indireta

Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

20/10/2018 06h50

Embora esteja empacado no Brasileiro, o Botafogo não perde uma partida na temporada há seis jogos. O adversário do revés? O mesmo Bahia que receberá neste sábado, às 16h (de Brasília), agora em duelo válido pela 30ª rodada. Não bastasse isso, a pedra no sapato aumenta quando o torcedor se dá conta que o Tricolor acabou eliminando o Alvinegro da Sul-Americana, nos pênaltis.

O palco será o mesmo da queda, ou seja, o Nilton Santos. Em entrevista coletiva, além de enaltecer a organização do time de Enderson Moreira, Zé Ricardo avisou que o Botafogo precisa tirar lições dos últimos jogos, mas não quis taxar o confronto deste sábado como uma revanche - ao menos externamente.

"Nosso foco precisa estar no Brasileiro. Eles (do elenco) estão mais do que cientes da importância desse jogo. Logicamente que gostaríamos de ter passado na Sul-Americana. É uma outra realidade, outro momento. Trabalhar para fazermos um jogo no nosso melhor nível, algo que não alcançamos na última partida", salientou o comandante.

Até aqui, em 2018, Botafogo e Bahia já se encontraram três vezes: duas vitórias para cada lado na Sul-Americana, ambas por 2 a 1, e um empate em 3 a 3, pelo Brasileirão. Em nenhum deles, Erik atuou, porém, mesmo sem ter a garantia do retorno ao time titular, deixou o seu recado para que o Glorioso não repita erros em casa e dê um salto contra um adversário direto na briga contra a zona do rebaixamento.

"Faltam nove jogos, cada um deles é uma final. A gente está pagando pelo que aconteceu no início do campeonato. Já fui campeão, já fui vice e já caí para a Segunda Divisão. É doloroso, e espero que não aconteça conosco", comentou o meia-atacante, durante esta semana.

Hoje, a diferença entre Botafogo e Bahia é de apenas um ponto na tabela, com a vantagem para os cariocas, que precisam fazer valer o espírito de revanche em campo, dar uma resposta ao torcedor e respirar mais aliviado no Brasileiro.

Esporte