PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Palmeiras goleia o Vitória e abre frente na final do Brasileirão sub-20

Fabio Menotti/Palmeiras
Imagem: Fabio Menotti/Palmeiras

18/10/2018 23h35

O Palmeiras venceu o Vitória por 4 a 1, na partida de ida da final do Campeonato Brasileiro sub-20, nesta quinta-feira, no Barradão, em Salvador. Com grande atuação de Vitinho, dois gols de Papagaio, um de Luan Cândido e outro de Aníbal, o Alviverde abriu vantagem na decisão e definirá o título em São Paulo, no Allianz Parque, na próxima semana.

Com 'reforços' do time principal como Vitinho, Gabriel Furtado e Papagaio, o Verdão iniciou a primeira etapa encontrando muitos espaços na defesa do time baiano, mesmo que não tenha trabalhado tanto a bola, e optado por um jogo mais vertical de lançamentos longos para o ataque.

Poucas ameaças na defesa e brilho dos atacantes do Alviverde

As chegadas do Vitórias eram apenas em erros do setor defensivo palmeirense, que por vezes pareceu disperso na partida, mas nada que tivesse comprometido o goleiro Anderson. Enquanto isso, Vitinho deu linda assistência para Papagaio que, cara a cara com o arqueiro, desperdiçou a chance.

Poucos minutos depois, Matheus Néris roubou a bola no campo de ataque e acionou Luan Cândido, que recebeu em ótimas condições e encheu o pé para abrir o placar para o Palmeiras. O mesmo Luan foi lançado de forma precisa por Papagaio no lado esquerdo do setor ofensivo e cruzou para Yan, que acabou não conseguindo concluir.

Esse trio ofensivo palmeirense voltou a funcionar no fim do primeiro tempo, mas desse vez o desfecho foi positivo. Em outro bom contra-ataque, Luan Cândido lançou Yan que, dentro da área, teve tranquilidade para dominar a bola, olhar par ao lado e tocar para Papagaio, livre de marcação, completar para o gol vazio.

Segundo tempo e vantagem maior para o visitante

Na volta do intervalo, o Vitória tentou uma reação rápida, mas parou no goleiro Anderson, do Verdão. Não demorou muito para o time visitante responder com uma linda jogada. Primeiro com um passe de Luan Cândido para para Vitinho, que de forma magistral deu assistência milimétrica para Papagaio sair da marcação e finalizar no ângulo, sem chances para o arqueiro adversário. Foi o 11º gol do atacante na competição.

Relaxamento dos paulistas, castigo e homem a menos

Com o 3 a 0 no placar, o Palmeiras acabou relaxando. Logo após não ter uma pênalti marcado a favor em Papagaio, o time treinado por Wesley Carvalho viu o árbitro sinalizar uma penalidade duvidosa para os baianos. Gabriel Furtado derrubou Eron dentro da área e levou amarelo, mas não se conformou com a marcação e reclamou ostensivamente com a arbitragem, que lhe deu o cartão vermelho direto.

Na cobrança, Caíque, do Vitória, bateu forte e no alto para diminuir a vantagem para 3 a 1. Com um homem a menos o Verdão precisou ajustar sua defesa, uma vez que Gabriel, volante de origem, estava atuando improvisado na zaga e não vinha fazendo boa partida, visivelmente desconfortável na posição.

A administração do resultado e o quarto gol

Mesmo com dez jogadores em campo e um Vitória quase todo no ataque, o Palmeiras continuou encontrando espaços e tentando marcar mais gols para aumentar sua vantagem na decisão. Após grande jogada, Airton, que entrou no lugar de Lucas Esteves no segundo tempo, tocou para Papagaio, que dominou e chutou para fora do gol, desperdiçando outra oportunidade incrível.

Já com resultado definido e a equipe mandante praticamente sem poder de reação na partida, o técnico Wesley Carvalho substituiu alguns jogadores para renovar o fôlego na marcação e administrar o placar que já daria uma vantagem considerável para a volta em casa. Mas ainda houve tempo para o Verdão fazer mais um em outro contra-ataque em que Wesley tocou para Aníbal finalizar por cobertura e sacramentar o placar com um um belo gol.

Torcida do Vitória invade o gramado

Na comemoração do quarto gol, o palmeirense Wesley provocou a torcida adversária colocando as mãos nas orelhas e causou a ira dos jogadores do Vitória, que foram para cima tirar satisfações. Ele acabou expulso pela arbitragem. O entrevero em campo fez com que membros da torcida do time baiano entrassem em campo para tentar agredir os atletas da equipe paulista. A polícia teve de intervir no gramado e o árbitro encerrou o jogo.

O Palmeiras volta a enfrentar o Vitória, na próxima quinta-feira, às 19h15, no Allianz Parque, quando poderá confirmar a vantagem e levantar a taça diante de sua torcida, que poderá ir ao estádio trocando um quilo de alimento por um ingresso. Isso poderá ser feito terça e quarta-feira da próxima semana entre 10h e 19h, na Rua Padre António Tomás, 220, endereço localizado nos arredores da Arena palmeirense.

Esporte