PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Felipão defende invencibilidade em casa pelo Palmeiras na Libertadores

30/08/2018 07h00

Técnico com mais jogos pelo Palmeiras na Libertadores, Luiz Felipe Scolari defende uma marca nesta quinta-feira, quando recebe o Cerro Porteño (PAR), às 21h45, no Allianz Parque. Nas duas campanhas pelo Verdão no torneio, em 1999 e 2000, o técnico não perdeu em casa (11 vitórias e três empates) e tenta se manter assim para avançar às quartas de final.

Na campanha do título, em 1999, o Palmeiras venceu cinco partidas como mandante (Corinthians, Cerro Porteño-PAR, Corinthians, River Plate-ARG e Deportivo Cáli-COL) e empatou outras duas (Olímpia-PAR e Vasco).

Em 2000, quando foi vice-campeão, mais seis triunfos (The Strongest-BOL, Juventude, El Nacional-ECU, Peñarol-URU, Atlas-MEX e Corinthians), além do empate com o Boca Juniors na final. Os argentinos venceram nos pênaltis.

A estatística leva em conta as partidas no Palestra Itália e Morumbi, onde o Verdão mandou os Dérbis e a final com o Boca em 2000. Quando os dados são filtrados para apenas o Parque Antártica, são oito vitórias e dois empates.

À frente do Palmeiras no melhor momento do clube na Libertadores, Felipão já treinou o time em 28 jogos pelo torneio - o mais próximo na lista é Vanderlei Luxemburgo, com 20 jogos nas edições de 1994 e 2009, a última em que o clube conseguiu chegar às quartas. Scolari é também o maior vencedor alviverde na Copa: 14 triunfos.

Nesta terceira passagem pelo clube, o treinador de 69 anos ainda não foi derrotado: são cinco vitórias e dois empates. Levando também em conta as partidas com Wesley Carvalho (técnico do sub-20) e o auxiliar Paulo Turra, são nove jogos sem sofrer gols.

Este será um fator importante para o Verdão nesta noite, já que o time venceu no Paraguai por 2 a 0 e pode até perder por um gol de diferença que consegue avançar na Libertadores. Caso Weverton complete mais uma partida sem ser vazado, já será certa a presença do Palmeiras na próxima fase do mata-mata.

Esporte