PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Chineses fazem novas exigências e Ramires não deve voltar ao Benfica

30/08/2018 10h39

Antes dada como certa, a volta de Ramires ao Benfica parece que não terá um final feliz para os portugueses. A um dia do fechamento da janela, ambas as partes já estavam com detalhes acordados para a negociação, e também era de desejo do atleta voltar aos Águias, no entanto, de acordo com o jornal lusitano 'Record', exigências feitas de última hora pelo Jiangsu Suning melaram a negociação.

A imprensa portuguesa não divulgou com precisão qual motivo teria esfriado o negócio, mas o que se sabia, era que os chineses emprestariam Ramires ao Benfica por uma temporada, mas renovariam o contrato do brasileiro por mais uma temporada, estendendo o vínculo até meados 2020. O portal estrangeiro classificou os novos pedidos dos chineses como "muito difíceis de se concretizar".

Aos 31 anos, o jogador revelado no Joinville era esperado ainda essa semana em terras portuguesas para realizar os exames médicos, mas não embarcou à pedido da diretoria do Jiangsu Suning. Se a contratação fosse concretizada, seria a segunda passagem de Ramires pelos encarnados. Na temporada 2009/10, o meia defendeu as cores do Benfica em 42 jogos, onde marcou cinco gols.

Esporte