PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Cuca diz que Santos não sabe nem o beabá e detona demora da Conmebol

28/08/2018 22h45

A eliminação do Santos na Libertadores rendeu uma entrevista coletiva do técnico Cuca. Irritado com a Conmebol e com os erros cometidos pelo próprio clube, o treinador não mediu as palavras ao falar que falta "organização e profissionalismo" no Alvinegro e lamentou o fato da entidade sul-americana ter divulgado o resultado do julgamento apenas horas antes da partida. Para ele, a demora foi extremamente prejudicial.

O treinador falou, "sem medo de ser demitido amanhã", que a experiência que adquiriu em suas duas últimas passagens pelo Palmeiras podem ser importantes para melhorar a organização do rival Santos.

- Se teve erro do Santos? Lógico que teve. O que menos precisa é falar mal de setores do clube. Podem amanhã me mandar embora, mas o Santos tem que melhorar profissionalmente, internamente. Não é pouca coisa. Isso que ocorreu é um erro muito grave. É o básico. Não sabem o beabá. Isso junta com outras coisas, penhora de renda... O torcedor vem para o campo louco da vida. Nós sem poder dormir em cima dos erros que foram causados. Eu quero poder ajudar ao Santos com a experiência que tenho em outros clubes, recentes, até da capital (Palmeiras), mostrar caminhos para podermos melhorar. Mas o pessoal precisa abrir os braços para aceitar isso - lamentou o treinador.

Cuca também fez um longo desabafo quando questionado sobre o fato da Conmebol ter divulgado o veredito a respeito do caso Sánchez apenas horas antes da bola rolar no Pacaembu. Na última segunda-feira, o treinador comandou um treino no estádio sem saber se precisaria de um vitória simples ou de uma goleada por 4 a 0 para se classificar. O treinador classificou tudo como "horrível".

- O jogo, o dia antes.. Foi horrível. Ontem, vim treinar no Pacaembu porque sabia que tinha julgamento e poderia montar o time com ou sem o Sánchez. Até 19h, não saiu. Montei um time para jogar um 0 a 0. Vamos chegar na frente quem tiver organização e paciência. 11h da manhã, perde-se o julgamento. Foi feito de madrugada? Não sei o que é certo ou o que não é certo. Mas noticiassem ontem, trabalhei com dois atacantes - disse, e completou:

- Hoje, quando soube que tinha que fazer quatro, como vai fazer quatro? Time foi com menos organização. Adversário inteligente neutralizou com uma linha de cinco. 15h o Sánchez tinha condição. Ele não almoçou, nem desceu para o lanche. Jurídico pediu para colocar em campo para ter força na Conmebol. Foi um jogo muito nervoso. Não conseguiram controlar a ansiedade, a vontade de fazer três gols. Ainda não jogamos tão mal, eles jogaram um pouco melhor, mas em outra condição - completou o treinador.

Esporte