PUBLICIDADE
Topo

Esporte

'Entendemos o trabalho', diz Bruno Alves sobre momento do São Paulo

27/08/2018 20h32

Titular do São Paulo na partida contra o Ceará, vencida, por 1 a 0, pelo Tricolor no último domingo, o zagueiro Bruno Alves coleciona números expressivos nesta temporada: dos 26 jogos que disputou, a equipe do Morumbi levou apenas 15 gols. Apesar das estatísticas positivas, o camisa 34 tem uma concorrência alta no elenco.

Disputando posição com Rodrigo Caio, Anderson Martins e Arboleda, o zagueiro reconhece o trabalho feito pela comissão técnica e diz não se importar com o rodízio praticado pela comissão técnica. Afinal, independente de quais peças sejam utilizadas, o time consegue manter o mesmo padrão de atuação.

- Entendemos o trabalho do Aguirre, assim como todo o time. Quando ele chegou, deixou bem claro que iria fazer o rodízio. A gente só sabe a escalação no dia do jogo. Ele tem confiança no time e, entre os jogadores da zaga, não há vaidade alguma, pelo contrário. Temos uma amizade muito sincera e todos torcem pelo sucesso do outro dentro de campo. Quem entra, entra bem e ajuda o São Paulo - explicou Bruno Alves em entrevista para a Rádio Globo na noite desta segunda.

Se no sistema defensivo a adoção do rodízio se tornou uma realidade no clube do Morumbi desde a chegada de Diego Aguirre, em março, no ataque é um pouco diferente. O quarteto formado por Diego Souza, Everton, Rojas e Nenê é praticamente intocável na equipe, mas, para o jogo do próximo domingo, contra o Fluminense, o Tricolor não terá o meia-atacante Everton, que se recupera de um estiramento na coxa esquerda.

- Sabemos que o Everton é um jogador importante e vem sendo decisivo em muitos jogos. Temos que procurar soluções dentro do elenco e acho que quem entrar pode dar conta do recado e ajudar o São Paulo na sequência do campeonato - pontuou.

Apesar das baixas (o volante Jucilei também não joga por conta do terceiro cartão amarelo), o dono da camisa 34 do Tricolor espera, mais uma vez, casa cheia para ajudar a equipe na briga pelo título do Campeonato Brasileiro.

- A gente espera que o Morumbi esteja mais uma vez lotado, que eles sejam nosso 12º jogador novamente. Eles nos empurrarão desde o início da partida até o fim para buscarmos mais uma vitória.

Esporte