PUBLICIDADE
Topo

Esporte

O que ficou de positivo e a urgência de erro zero para 'decisão' do Bota

23/08/2018 06h40

Não foi diante do Palmeiras que saiu a primeira vitória fora do Rio de Janeiro pelo Campeonato Brasileiro. Não foi diante do Palmeiras que a sequência de jogos sem vitória na competição, que agora chega a cinco, foi quebrada. No entanto, a derrota por 2 a 0, no Allianz Parque, trouxe à tona mais do que apenas pressão quanto à aproximação da zona do rebaixamento.

É inegável que a expulsão de Moisés, já na reta final do jogo, influenciou diretamente no revés. Isso porque, antes do tolo cartão vermelho do lateral-esquerdo, o Botafogo já havia equilibrado as ações e consertado os erros na marcação, como espaços à frente da área, que marcaram o primeiro tempo ruim do Alvinegro. Ganhara terreno e, com mais frequência do que na primeira parte, tramava no ataque e até sondava uma surpresa.

A derrota acentua a cor do amarelo no sinal ligado. Hoje, são apenas três pontos para o Z-4, com o mesmo problema crônico dos pontas inexpressivos e poucas chances criadas. Contudo, dá para salientar que a postura equilibrada com a bola nos pés fora de casa traz um alento para Zé Ricardo, que mandou a real para a torcida: sábado, contra o Sport, no Nilton Santos, é "decisão".

- A gente reagiu bem, jogar aqui dentro com a pressão... isso da indícios que podemos fazer uma sequência melhor. Agora sábado temos uma verdadeira decisão dentro de casa. Precisamos ter o equilíbrio e tenho certeza que vai dar certo - comentou Zé Ricardo.

Não há como pensar em outro resultado que não a vitória neste sábado. A atual realidade do Botafogo, mais do que fazer contas ao olhar os péssimos números do pós-Copa do Mundo, é a de vencer a qualquer custo em sua casa, ainda mais contra rivais da parte inferior da tabela. Ou seja, mesmo com muitos desfalques, o equilíbrio precisa refletir com urgência em erro zero.

Esporte