PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Desencanta! Romero '8 ou 80' joga contra jejum após fartura de gols

22/08/2018 06h30

O paraguaio Romero será novamente o comandante do ataque do Corinthians nesta quarta-feira diante do Fluminense, no Maracanã, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. O técnico Osmar Loss aposta novamente em uma formação sem centroavante fixo, o que confere ao camisa 11 mais responsabilidade para fazer os gols que aliviariam a fase do time e a própria, já que as bolas pararam de entrar.

No fim do mês passado para o início deste, Romero empolgou a Fiel com seis gols em três partidas: Cruzeiro (2), Vasco (3) e Chapecoense. No entanto, não tem se dado bem em agosto e caso passe em branco contra o Flu completará seis jogos sem marcar. É 8 ou 80. No período, o Timão encarou Atlético-PR (0- 0), Colo-Colo (0-1), Chapecoense (1-2), Chapecoense (1-0) e Grêmio (0-1).

Coincidência ou não, o jejum de Romero vem no momento em que o ataque inteiro do Timão parou de funcionar. Nesses últimos cinco jogos, foram apenas dois gols. Um de Marquinhos Gabriel, que já nem está mais no clube, na derrota de 2 a 1 para a Chapecoense, e um de Jadson, também contra a equipe catarinense, mas na vitória de 1 a 0 pela Copa do Brasil. Nos confrontos, Osmar Loss optou pela formação sem uma homem de referência na área, mas com o paraguaio chegando mais perto da função.

- Não acho que a falta de gols tenha a ver com questão de jogar sem 9, ou com 9. O time todo tem mais a dar. Ataque, defesa. Se uma parte não está boa, afeta as demais. Se eu estiver em dia iluminado, quem estiver do meu lado vai se beneficiar. Vai muito do time todo - analisou o lateral-esquerdo Danilo Avelar, que será novamente titular nesta quarta-feira diante do Fluminense.

Romero é o principal goleador do Corinthians em 2018, com 12 gols marcados em 43 partidas. Também é o artilheiro do time no Brasileiro com sete gols. O vice-artilheiro do ano é Jadson, com 11 gols, mesmo número marcado por Rodriguinho, negociado com o Pyramids (EGI).

Essa é a melhor temporada do atacante paraguaio pelo clube em que chegou em 2014. Já se fala na renovação de contrato dele, que termina no meio do ano que vem. Se passar a ser mais '80' do que '8', a chance de isso acontecer é muito maior e a Fiel agradece!

Esporte