PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Cuca vê atacantes em noite ruim e se contenta com empate na Argentina

22/08/2018 00h37

Para o técnico Cuca, o Santos conseguiu um resultado satisfatório fora de casa nesta terça-feira, em Avellaneda, província de Buenos Aires, contra o Independiente. Embora o Peixe não tenha conseguido chutar a gol, o treinador acredita que será possível conquistar a vaga na partida de volta, no Pacaembu. Para ele, a noite ruim dos atacantes, principalmente Bruno Henrique e Rodrygo, foi determinante para a seca de finalizações na frente.

- Jogamos de maneira compacta, em uma zona de 40 metros. Não encaixamos um contra-ataque sequer. Rodrygo e Bruno Henrique não estavam bem, ambos depois saíram em machucados. Se estivessem em uma boa noite, teríamos grandes chances de fazer um gol - ponderou o treinador, que reprovou a pergunta a respeito da falta de chutes a gol e respondeu em tom ríspido:

- O que lembro e sei é do Santos ter saído com 30 e poucas finalizações contra o América-MG e perdido o jogo. Quantas finalizações o adversário teve hoje (terça-feira)? Foi um jogo de poucas chances. Temos de valorizar o resultado.

De acordo com Cuca, o Pacaembu pode fazer a diferença a favor do Santos na próxima terça-feira. Um empate com gols classifica o Independiente. Por isso, é preciso ter cuidado ao jogar em casa.

- Não adianta só se defender. Tentamos jogar, tivemos uma ou outra situação, mas não foi suficiente para vencer. Foi tudo muito disputado no centro de campo. Terminamos com 10 e aí passamos a jogar pelo resultado. Não é de todo ruim, mas um gol nos deixa fora. No Brasil podemos fazer a diferença - finalizou.

Esporte