PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Cinco fatores vistos na vitória do Real que dão esperança ao torcedor

20/08/2018 10h06

O Real Madrid estreou com vitória no Campeonato Espanhol. O triunfo por 2 a 0, contra o Getafe, jogando em casa, serviu para dar esperanças aos torcedores merengues e exibir algumas boas facetas do novo Madrid de Julen Lopetegui. Posse de bola, força defensiva, toque de bola e a boa atuação de alguns jogadores foram os principais destaques da equipe.

78% de posse de bola

A equipe de Lopetegui gostar de jogar com a bola no pé. A partida contra o Getafe ilustrou bem esse ideal de Lopeteguie. O Real Madrid teve 78% de posse de bola, contra, apenas, 22% do Getafe. A última vez que o Real teve tanta posse de bola foi em 2012, contra o Levante, quando os 'blancos' tiveram 80% de posse.

Kross acerta 98% dos passes

Uma das dificuldades que fez com que o Getafe tivesse dificuldade de manter a posse de bola foi porque o Real Madrid soube rodar o jogo muito bem e trocar passes com eficiência. A equipe acertou 91% dos 793 passes que trocou na partida. Enquanto o Getafe acertou 65% dos 222 passes que efetuou. O líder no quesito foi o alemão Toni Kross, o meia teve incríveis 98% de acerto nos passes que tentou.

Solidez defensiva

A defesa foi composta por Nacho e Sérgio Ramos, além de Navas no gol. A equipe demonstrou solidez defensiva, mesmo sem Varane, titular e atual campeão da Copa do Mundo. O Getafe foi neutralizado e chutou apenas uma bola para o gol na partida. Carvajal, que também tem bom apoio defensivo, ainda foi um dos destaques do jogo, marcando um gol.

Bale corresponde

Com a saída de Cristiano Ronaldo, Gareth Bale surge como a principal arma ofensiva da equipe, tendo em vista que os dirigentes madrilenhos optaram por uma postura austera no mercado e na manutenção do elenco. Contra o Getafe, Bale foi eficiente, marcou um gol e foi desequilibrante. O galês teve grande atuação e participou muito bem da partida, chamando o devido protagonismo.

Novas apostas

Lopetegui tem dado mais chances a jogadores que não eram unanimidades com o último treinador, o francês Zinedine Zidane. O meia Dani Cabellos tem sido titular e tem correspondido. O zagueiro Nacho, substituindo Varane, teve uma excelente atuação, sendo um dos pilares defensivos. Lopetegui também tem dado sequência para Asensio. O jovem atacante espanhol fez sua segunda partida como titular e correspondeu, demonstrando bom entrosamento com Bale

Esporte