PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Atlético-MG passeia no segundo tempo e bate o Botafogo no Niltão

19/08/2018 17h57

O Botafogo não conseguiu manter o alto astral após classificação na Sul-Americana e, diante do Atlético-MG, neste domingo, no mesmo Nilton Santos, saiu derrotado por 3 a 0 e sob muitas vaias. Os gols da vitória dos visitantes foram marcados por Luan, Cazares e Tomás Andrade, que decidiram o duelo válido pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Nitidamente faltou perna para o Glorioso, sobretudo na segunda etapa, pressionar a boa equipe do Galo, que, por sua vez, teve uma semana cheia para treinar e matou o jogo com todos os gols na etapa final. Agora, o time de Zé Ricardo visita o Palmeiras, na quarta, enquanto o de Thiago Larghi recebe o Vasco, no dia seguinte - ambos os duelos serão válidos pelo Brasileirão.

VALENCIA NA LINHA DE FRENTE

Como projetado por Zé Ricardo, o Botafogo iniciou as ações sem pressa quando tinha a posse de bola. Optou por apertar o passo quando os rivais erravam no ataque e, sobretudo através de Valencia, sendo uma de bola parada, ameaçou com perigo três vezes de fora. Victor fez as defesas em todas.

VOCÊ NÃO É DISSO...

O Atlético-MG também ameaça. E a primeira oportunidade cristalina foi de Ricardo Oliveira. Caixa, certo? Errado... O matador do Galo se viu cara a cara com Saulo, após belo lançamento de Matheus Galdezani, mas optou por arrematar de canhota e tirou muito.

GOL QUE É BOM, NADA

O árbitro encerrou o primeiro tempo com o 0 a 0 no placar. Pouco antes, os mineiros tiveram novas chances. Nathan passou perto, Ricardo Oliveira chegou a ter outra oportunidade com a esquerda, mas nada. Do outro lado, Renatinho também havia assutado, com um lindo sem-pulo. E não mudou, a bola foi mesmo para o vestiário brigada com a rede.

?

UM MALUCO LÚCIDO

Luan saiu do banco no início do segundo tempo e, de cara, foi ovacionado pela torcida visitante. E minutos depois ele retribui da melhor maneira. O Menino Maluquinho tabelou com Galdezani e, lúcido frente ao Saulo, tirou com categoria para finalmente inaugurar o marcador.

VIROU PASSEIO!

Os minutos minutos finais foram de "olé" por parte dos mineiros. E isso graças a mais dois gols e chegadas com muita facilidades, em puxada de Chará e finalizações de Cazares e Tomás Andrade. Faltou perna para o Botafogo pressionar e não deixar espaços na marcação, o que foi decisivo para a vitória sem sustos, no final, do Galo. E a goleada poderia ser maior, se não fosse as boas defesas de Saulo.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0X3 ATLÉTICO-MG

Estádio: Nilton Santos, Rio de Janeiro (RJ)

Data: 19/08/2018, às 16h (de Brasília)

Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP)

Assistentes: Anderson J. de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo (ambos de SP)

Público/Renda: 7.465 pagantes e 8.470 presentes / R$ 155.440,00

Cartões amarelos: Luiz Fernando, e Rodrigo Pimpão (BOT); Matheus Galdezani, Zé Welison, Victor e Emerson (CAM)

Cartões vermelhos:

Gols: Luan, 16'/2ºT (0-1), Cazares, 35'/2ºT (0-2) e Tomás Andrade, 44'/2ºT (0-3)

BOTAFOGO: Saulo; Luis Ricardo, Carli, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso (Marcelo, 25'/2ºT), Gustavo Bochecha (Brenner, 24'/2ºT) e Renatinho (Rodrigo Pimpão, intervalo); Luiz Fernando, Leo Valencia e Aguirre - Técnico: Zé Ricardo.

ATLÉTICO-MG: Victor; Emerson, Leonardo Silva, Maidana e Fábio Santos; Zé Welison, Matheus Galdezani (Lucas Cândido, 21'/2ºT), Cazares (Tomás Andrade, 40'2ºT) e Nathan (Luan, 13'/2ºT); Chará e Ricardo Oliveira - Técnico: Thiago Larghi.

Esporte