PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Atleta italiana denuncia ataque racista após ser alvo de ovadas

Destaque do lançamento de disco, Daisy Osakue foi atacada na cidade de Turim - Reprodução/Il Fatto Quotidiano
Destaque do lançamento de disco, Daisy Osakue foi atacada na cidade de Turim Imagem: Reprodução/Il Fatto Quotidiano

30/07/2018 13h24

Promessa do atletismo italiano, a lançadora de disco Daisy Osakue foi alvo de ovadas na madrugada desta segunda-feira (30), quando andava por ruas de Turim. Filha de pais nigerianos, a atleta sofreu lesão no olho e reportou o ocorrido ao jornal local Gazzetta  dello Sport. Ela denuncia um ataque racista.

"Foi uma ação premeditada, movida por racismo. Já fui vítima de racismo, mas de forma apenas verbal. Eu não duvido que a motivação tenha sido essa porque na área há prostitutas negras, e devem ter me confundido com uma delas. Eles apontaram para mim, para o meu rosto. As pessoas deveriam estar tranquilas e livres para poder andar nas ruas sem que seja alvo de um ataque", declarou Daisy Osakue ao jornal italiano, explicando que os ovos foram atirados de dentro de um carro.

Outros episódios parecidos já haviam sido relatados à polícia local nos últimos dias, e os fatos estão sendo investigados. A atleta revela que o ataque resultou em uma pequena lesão na córnea de seu olho esquerdo, mas a visão felizmente não foi comprometida.

"Eu estou bem. O médico me disse para descansar alguns dias. Eu estarei pronta para voltar a competir e continuar meu caminho. Eu tive algumas lesões na córnea e líquido na retina, mas com descanso, gotas de colírio e remédio eu vou ficar bem", disse Osakue.

A italiana tem a quarta melhor marca da história de seu país no lançamento de disco, com 59,72 metros. Como recebeu um convite para treinar em uma universidade no estado do Texas, a atleta atualmente vive nos Estados Unidos. Entre 6 e 12 de agosto, Daisy Osakue vai disputar o Campeonato Europeu em Berlim, na Alemanha.

Esporte